Coca-Cola. Do Corvo para o Mundial. E ainda tem Pauleta

A ilha do Corvo até pode estar distante do continente, mas está mais próxima do Brasil. E foi o palco escolhido pela agência argentina Del Campo Saatchi&Saatchi para filmar a nova campanha da Coca-Cola para o Mundial.

Parte dos 398 habitantes da ilha açoreana, mais o antigo jogador da Seleção Pauleta são os protagonistas da campanha produizida pela Primo e realizada por Ida Cuéllar.


Leia também:
Maria, esta Coca-Cola tem o teu nome

Fazendo a ponte com a ação Partilha uma Coca-Cola com – que arrancou em 2012 na Austrália e este ano chega ao mercado nacional – a marca de refrigerante ofereceu a todos os habitantes da ilha uma lata de Coca-Cola com o seu nome. A lata foi oferecida por Pauleta. E não é por não ter um campo de futebol, que os corvinos deixarão de fazer exercício físico, já que, a “Coca-Cola garantiu um apoio monetário em infraestruturas
e através da Fundação Pauleta para que todos os corvinos possam praticar
atividade física com regularidade”, informa nota de imprensa.

Depois do anúncio Corvo, “em breve irá ser divulgado um
documentário sobre toda a história, com a assinatura da portuguesa The Grand
Union”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
apple one

Apple One junta vários serviços, chega a Portugal mas com limitações. O que tem

A  90ª edição da Micam, a feira de calçado de Milão, está agendada para os dias 20 a 23 de setembro, com medidas de segurança reforçadas. Fotografia DR

Calçado. Micam arranca este domingo e até há uma nova marca presente

Os ministros da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva (C), Economia, Pedro Sia Vieira (E) e do Trabalho Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (D). MANUEL DE ALMEIDA/POOL/LUSA

Portugal é o quarto país da UE onde é mais difícil descolar do mínimo

Coca-Cola. Do Corvo para o Mundial. E ainda tem Pauleta