redes sociais

Conheça a equipa do Facebook que o quer tirar das redes sociais

Facebook quer que os eventos sirvam para mais encontros...fora da própria rede social
Facebook quer que os eventos sirvam para mais encontros...fora da própria rede social

A ferramenta "eventos" é uma das mais conhecidas dos utilizadores do Facebook. Mas não conheceu mudanças até há pouco mais de ano e meio, ao contrário de outras funcionalidades desta rede social. Tudo mudou nessa altura, quando um funcionário, Aditya Koolwal, apresentou uma ideia para transformar os convites para os eventos.

Aditya trabalhava na altura na secção da cronologia (“News Feed”). Escreveu a proposta para a equipa dos “eventos”, para onde acabou por ser transferido. Apresentou as ideias a apenas três colegas, sintoma da falta de desenvolvimento desta funcionalidade do Facebook.

Aditya chegou com um objetivo muito claro: “Temos de ajudar as pessoas a passar mais tempo juntas no mundo real. Queremos ser o produto do Facebook com o objetivo explícito de sair daqui”, conta o portal Business Insider.

A equipa começou a analisar os dados cada vez mais a fundo sobre os tipos de eventos que eram planeados e em quais os utilizadores marcavam, de facto, presença. E, por surpresa, repararam que os eventos com mais adesão eram os mais ligados a comunidades, como festivais, vendas de garagem ou mercados do que propriamente para festas entre amigos.

Aditya e os colegas começaram então a desenvolver novos modos para potenciar a criação de eventos públicos, acrescentando informação e novos métodos de descoberta, contrariando o modelo inicial do Facebook, mais restritivo e baseado em festas universitárias.

As notificações dos eventos foram a principal mudança. Ou seja, passámos a saber a que eventos é que os amigos vão enquanto estamos a ver a nossa cronologia ou o momento em que entramos num evento e reparamos que existem eventos relacionados.

Quando as cabras geram “buzz”

Aditya Koolwal conta ainda outra história sobre os eventos do Facebook. Todos os anos, um centro para a educação sobre a agricultura sustentável organiza um festival de cabras em São Francisco. Este festival, normalmente, atrai uma centena de pessoas. Mas tudo mudou este ano. Como realizou-se no mesmo fim de semana do festival de música Coachella, gerou a hashtagGoatchella“. Momento que gerou forte impacto nas redes sociais e que atraiu milhares de visitantes.

O funcionário justifica este impacto com os algoritmos das notificações: “Queremos continuar a explorar o quão eficiente pode ser as pessoas terem conhecimento destes eventos. Sem estas ferramentas, as pessoas não teriam conhecido eventos como este de outra forma”, explica.

O uso da ferramenta de eventos poderá levar mesmo os organizadores de grandes eventos a usar mais a cronologia do Facebook para impulsionar as próprias publicações na respetiva cronologia, conclui o portal norte-americano.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
boris johnson brexit

Brexit: Um acordo que responde “às circunstâncias únicas da Irlanda”

Álvaro Santos Pereira, ex-ministro da Economia, na comissão de inquérito do Parlamento sobre as rendas excessivas da eletricidade, Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Álvaro Santos Pereira ataca “corporativismo” de notários, advogados e arquitetos

Álvaro Santos Pereira, ex-ministro da Economia, na comissão de inquérito do Parlamento sobre as rendas excessivas da eletricidade, Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Álvaro Santos Pereira ataca “corporativismo” de notários, advogados e arquitetos

Outros conteúdos GMG
Conheça a equipa do Facebook que o quer tirar das redes sociais