Demasiado sexy para o surf

ng3105675

A marca de surf Roxy publicou um vídeo de promoção a uma das provas do Mundial de surf feminino que está a causar polémica entre os fãs da modalidade.

No vídeo, a surfista Stephanie Gilmore, cinco vezes campeã do mundo, aparece com pouca roupa, gerando várias críticas entre os adeptos de surf.

De acordo com o Diário de Notícias, o objetivo do polémico vídeo era promover uma das etapas do circuito mundial, que estava agendada entre 10 e 14 de julho em Biarritz, França. Porém, alguns adeptos de surf consideraram que Stephanie Gilmore aparece “demasiado sexy”, ficando “esquecido” o mais importante: publicitar a competição.

A prova publicitada será a penúltima do
calendário, antes da prova portuguesa que este ano encerra o circuito
mundial. A praia de Carcavelos recebe as melhores surfistas do mundo,
incluindo Stephanie Gilmore, entre 3 e 7 de
outubro no EDP Cascais Girls Pro.

Leia o artigo completo no Diário de Notícias.

A surfista australiana começou por fazer parte da equipa da Rip Curl, para onde entrou aos 12 anos. Em 2011, Stephanie Gilmore assinou um contrato de cinco anos com a Quiksilver, que pretendia chegar a um público feminino com “uma mente mais aberta” e “um espírito independente”, podia ler-se na revista Surfline quando a surfista mudou de casa.

Na altura, Gilmore recusou dar os detalhes financeiros do contrato, mas estima-se que a Quiksilver lhe pague cerca de 1 milhão de dólares por ano. Além disso, a australiana recebeu já quase 615 mil dólares (cerca de 440 mil euros) em prémios, de acordo com os dados disponíveis na página da Association of Surfing Professionals (ASP).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Turismo em crise já pensa no day after

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo estima que mais de um terço dos empregados fique em lay-off

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Folga rara. Custo médio do petróleo está 10% abaixo do previsto no Orçamento

Demasiado sexy para o surf