Está apaixonado? Não invada o Facebook, use uma aplicação só para casais

A Pair tem uma interface fácil de usar
A Pair tem uma interface fácil de usar

Toda a gente tem no Facebook um daqueles casais que passa o dia a trocar mensagens amorosas, vídeos de músicas românticas e fotografias dos dois juntos. Além do potencial irritante da prática, que entope o feed de notícias dos amigos, também há o risco do despropositado – quando partilham mais que o mundo quer saber, e depois se queixam que toda a gente se mete na sua vida.

A aplicação Pair resolve isso tudo. É gratuita, está disponível na App Store e na Google Play e foi desenhada apenas para casais. Os criadores, Tenthbit, quiseram lançar uma forma de continuar a usar o conceito de rede social sem o fazer de forma pública.

A Pair permite partilhar informação sobre a localização, listas dde coisas para fazer, desenhos e até “mimos” virtuais que significam “Estou a pensar em ti”.

“A Pair é uma aplicação só para vocês os dois. Para enviar mensagens de texto, vídeos, fotos, desenhos e mais”, anuncia a aplicação na página de apresentação.

Andrea Matwushyn, docente da Universidade da Pensilvânia, diz ao New York Times que esta é uma batalha que travámos na última década. “As empresas estão a tentar perceber a relação de privacidade dos utilizadores e ao mesmo tempo oferecer personalização dos seus serviços”, adiantou.

A empresa garantiu 4,2 milhões de dólares numa ronda de financiamento em maio, o que lhe permitirá expandir-se e demonstra que os investidores acreditam na ideia.

“As pessoas não conseguem perceber sempre ou prever o que pode acontecer aos seus dados”, indica Matwyshyn ao NYT. “Mas sabem que não querem que eles caiam nas mãos erradas”.

Com toda a discussão em torno da privacidade nas redes sociais, em especial no Facebook mas também no Twitter, cujas funcionalidades de comunicação privada ainda são muito rudimentares, uma aplicação que permite essa troca íntima sem o olhar de terceiros tem um apelo intrínseco. Ao contrário do que dizia Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, há três anos, a era da privacidade não acabou. E muita gente está a descobrir isso agora.

O NYT refere duas outras aplicações com estas preocupações: a Snapchat, em que tudo o que se partilha tem uma duração limitada no tempo, e a KickSend, que permite a partilha privada com os amigos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Artur Machado/Global Imagens.

Donos de alojamento local contestam agravamento das tarifas da água

Miguel Pina Martins, CEO da Science4you.

(Nuno Pinto Fernandes/Global Imagens)

Science4you quer alargar prazo da oferta pública até fevereiro

(Carlos Santos/Global Imagens)

Porto de Setúbal: Acordo garante fim da greve às horas extraordinárias

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Está apaixonado? Não invada o Facebook, use uma aplicação só para casais