Bem estar

Estar sentado é “bomba”. 5 dicas para a saúde da sua coluna

Problemas de estar sempre sentado. Fotografia: D.R.
Problemas de estar sempre sentado. Fotografia: D.R.

O trabalho obriga a estarmos sentados durante horas, prejudicando gravemente a coluna. Algumas dicas para minimizar esse mal

Passamos muito tempo sentados em frente do computador e da televisão e nem sequer fazemos ideia de que estamos a ajudar a desencadear doenças cardiovasculares, lesões e problemas graves de coluna. É verdade, bastam 20 minutos para o aumento da pressão sobre a coluna vertebral. Tempo que não representa nem um quarto daquele que a maioria dos portugueses passa em frente a uma secretária.

Desconforto, dormência, desalinhamento da coluna, lesões nas articulações e má circulação sanguínea são apenas algumas das consequências, a longo prazo, de períodos prolongados em posição sentada, pouco natural para o corpo humano. O alerta é feito pela Associação Nacional Spine Matters – Proteja a Sua Coluna.

Estar sentado implica uma distorção da curva natural da coluna provocada pela nova distribuição de peso no corpo, habituado a sustentar-se em pé. Novos músculos têm que realizar esse trabalho, para que nos mantenhamos com o tronco levantado e contra a gravidade.

Leia mais: Evite estes 10 gestos numa entrevista de emprego

Luís Teixeira, fundador da Spine Matters e médico ortopedista, reforça que “esta é uma situação em que já nem pensamos”. “Sabemos que chegamos ao escritório e que é altura de nos sentarmos. As dores vão aparecendo, com o passar do tempo, mas como também não são fortes, continuamos sem ter real consciência do que estamos a fazer à nossa coluna. O preço a pagar é altíssimo: estamos a falar de dores lombares fortes, hérnias e lesões que podem já não ser reversíveis”, diz.

Leia mais: Conheça a linguagem corporal dos líderes

O médico especialista aconselha os portugueses a seguirem algumas dicas úteis no dia-a-dia, que irão ajudar a prevenir os problemas que, pela diminuição do ritmo de circulação e concentração sobretudo nas pernas, também podem conduzir, com o tempo, a doenças cardiovasculares. “A coluna é a primeira a sofrer, pelo esforço mais direto estar relacionado com toda a sua musculatura e espinha, mas há passos simples que todos podem seguir”.

Dicas para minimizar os danos

  1. 1- Aproveite os telefonemas e reuniões internas para falar em pé, enquanto circula
  • 2- Não esteja mais do que uma hora sentado – levante-se nem que seja para ir beber água

3- Certifique-se de que a posição na cadeira é correta: costas bem encostadas e pés bem assentes no chão

4- Escolha uma cadeira com dimensões apropriadas para o corpo seu. O assento deve ser firme e profundo o suficiente para suportar as nossas coxas sem forçar o ângulo posterior dos joelhos, deve, ainda, ter apoio para os antebraços e as bordas anteriores do assento devem ser arredondadas

5- Tenha em conta o encosto da cadeira. É essencial para fornecer estabilidade a quem se senta. Numa situação de trabalho, o encosto deve ser levemente inclinado para trás, isto porque o encosto em ângulo reto não nos dará suporte e tenderemos a escorregar a pélvis para a frente. O uso de um apoio lombar pode ajudar na manutenção de uma boa postura sentada, influenciando a postura global da coluna vertebral e reduzindo a fadiga muscular

Leia mais: Ideias para trabalhar ao sol

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Empresas com quebras de 25% vão poder pedir apoio à retoma

Lisboa,  29/09/2020 - Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.
(Paulo Alexandrino/Global Imagens)

“Temos de ser cuidadosos em relação à dívida, no longo prazo ela terá de descer”

ANTONIO COTRIM/ LUSA

Governo aposta no clima e competências para recuperação – mas sem empréstimos

Estar sentado é “bomba”. 5 dicas para a saúde da sua coluna