Estas fotos antigas não foram apenas coloridas. Deram vida aos seus protagonistas

ng4574552

Colorir fotos antigas a preto e branco é cada vez mais comum. E porque hoje é Dia Mundial da Fotografia, esta é uma história em que este género de fotos, algumas em muito mau estado, ganharam nova vida. Uma vida fantástica, a ponto do onírico. E tudo isto por causa do empenho da fotógrafa e artista digital australiana Jane Long.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Recorrendo ao Costica Acsinte Archive, a fotógrafa criou o projeto “Dançando com Costica”, que usa as fotografias tiradas por Costica Acsinte, um fotógrafo nascido a 4 de julho de 1897, na pequena vila Periei, Ialomia, na Roménia, que abriu um estúdio de fotografia depois da 1.ª Guerra Mundial.

Jane Long assume que se apaixonou assim que viu as imagens das pessoas em relação às quais provavelmente nunca irá saber as suas verdadeiras histórias. No entanto, uma certeza ela teve desde logo: queria dar-lhes nova vida e mostrá-las ao mundo, concretamente numa exposição.

Inclusivamente Jane Long criou vídeos em que explica o processo utilizado para dar nova vida e contexto às fotos. Aqui o homem com as pombas.

A carregar player...

E aqui “Innocense”, que parte de uma menina encostada a uma cadeira e termina, com uma composição de cerca de 160 camadas de imagens. São muitas horas de trabalho.

A carregar player...

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Paulo Spranger/Global Imagens)

Depois de pagar a renda sobram 450 euros ao salário dos lisboetas

(Paulo Spranger/Global Imagens)

Depois de pagar a renda sobram 450 euros ao salário dos lisboetas

Aptoide | Paulo Trezentos | Álvaro Pinto

Portuguesa Aptoide já negoceia com Huawei para ser alternativa à Google

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Estas fotos antigas não foram apenas coloridas. Deram vida aos seus protagonistas