Estes são os 12 estádios onde vai decorrer a magia da Copa (do maior buraco ao único cumpridor)

Arena Castelão
Arena Castelão

O mundial vai ter início esta quinta-feira quando o Brasil de Scolari entrar em campo para defrontar a Croácia. Quando Neymar e companhia derem o pontapé de saída vai terminar uma etapa - construção e renovação de estádios e de infra-estruturas - para ter início outra: gerir o Mundial de Futebol.

No primeiro dos dois eventos – sendo o outro os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016 – organizados pelo Brasil para celebrar a entrada no grupo dos países mais ricos do mundo, o campeonato do mundo vai ter um custo total de 9,9 mil milhões de euros, segundo dados do governo de Dilma Rousseff. Este valor fica muito acima dos 2,5 mil milhões gastos no anterior mundial na África do Sul, mais 300%.

Os estádios são o melhor exemplo da derrapagam orçamental da Copa: com um custo inicial previsto de 1973 milhões de euros, este valor deslizou para os 2800 milhões de euros, mais 42%, segundo as contas da Controladoria-Geral da União, órgão federal responsável por fiscalizar contas públicas, de acordo com a Globo.

1- Estádio Beira-Rio (Porto Alegre)

O estádio do Internacional de Porto Alegre foi construído em 1969, tendo sido completamente renovado. Tem capacidade para 52 mil lugares sentados e vai receber cinco jogos da Copa. França, Holanda e Argentina vão jogar aqui na fase de grupos.

Custo previsto: 42 milhões euros. Custo final: 116 milhões euros | +169,2%

2

2 – Estádio Nacional Mané Garrincha (Brasília)

Localizado em Brasília, capital brasileira, este estádio foi construído de raíz. Tem capacidade para 71 mil espectadores. Aqui vão ser disputados sete jogos, incluindo o jogo de qualificação para o terceiro lugar. Portugal vai jogar aqui contra o Gana, no dia 26 de junho.

Custo previsto: 246 milhões euros. Custo final: 463 milhões euros | + 87,8%

2

3 – Estádio do Maracanã (Rio de Janeiro)

Este vai ser o palco da final do torneio, a 13 de julho, assim como outros seis jogos de diferentes fases. Construído para o mundial de 1950, o Brasil perdeu aqui a final da Copa em casa frente ao Uruguai, um episódio que ficou conhecido como o maracanaço.

Este jogo marcou também o recorde máximo de assistência, mais de 200 mil pessoas. Atualmente o Maracanã tem capacidade para 95 mil espetadores, depois de ter sido totalmente renovado, sendo a casa das equipas cariocas do Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco da Gama. Argentina, Espanha e França vão aqui jogar.

Custo previsto: 199 milhões euros. Custo final: 348 milhões de euros | +75%

2

4 – Arena da Baixada (Curitiba, Paraná)

Construído recentemente, em 1999, o estádio do Atlético Paranaense teve
de ser reformado para a Copa do Mundo por não ter as condições exigidas
pela Fifa. Com capacidade para 41 mil espectadores, a Arena vai receber
quatro jogos da fase de grupos. A Espanha vai jogar aqui contra a
Austrália.

Custo previsto: 60 milhões euros. Custo final: 108 milhões de euros | +77,1%

2

5 – Mineirão (Belo Horizonte, Minas Gerais)

Este estádio tem capacidade para 64 mil espectadores. Construído inicialmente em 1965, vai ter lugar aqui a outra semifinal, assim como mais cinco jogos. Depois da Copa, vai continuar a ser a casa do Cruzeiro de Belo Horizonte. A Argentina vai defrontar aqui o Irão, e a Inglaterra vai jogar contra a Costa Rica.

Custo previsto: 141 milhões euros. Custo final: 230 milhões euros | +63,1%

2

6 – Arena Corinthians (São Paulo)

Aqui vai ter lugar o jogo de abertura entre o Brasil e a Croácia. Construído em 1960, o estádio foi completamente renovado. Com capacidade para 65 mil pessoas, vão decorrer aqui mais cinco jogos, incluindo uma semifinal da Copa. Após o Mundial, vai albergar a equipa do Corinthians. A Holanda e a Inglaterra também vão aqui jogar.

Custo previsto: 271 milhões. Custo final: 397 milhões | +46,3%

2

7 – Arena Fonte Nova (Salvador, Bahia)

Com capacidade para 55 mil espectadores, o estádio de Salvador é novo e vai receber seis jogos, incluindo um dos quartos-de-final. O jogo inaugural de Portugal vai ser aqui, contra a Alemanha, no dia 16 de junho.

Custo previsto: 196 milhões. Custo final: 228 milhões | +16,5%

2

8 – Arena Pantanal (Cuiabá, Mato Grosso)

Este estádio foi construído em 1999 e sofreu uma renovação de forma a aumentar a sua capacidade dos 40 mil para os 43 mil espectadores. Vai ser o palco de quatro jogos da fase de grupos. É aqui que joga a equipa do Cuiabá.

Custo previsto: 150 milhões de euros. Custo final: 214 milhões | +42,3%

2

9 – Arena da Amazônia (Manaus, Amazonas)

O estádio foi totalmente renovado recentemente, foi conConstruído em 1970, e vai ter capacidade para 47 mil espectadores. Vai receber quatro jogos da fase de grupos. O estádio da capital do Amazonas arrisca-se a tornar-se num elefante branco, não estando prevista qualquer utilização após o fim do mundial. Portugal vai defrontar aqui os Estados Unidos no dia 22 de junho.

Custo previsto: 170 milhões de euros. Custo final: 221 milhões | +30%

2

10 – Arena das Dunas (Natal, Rio Grande do Norte)

O estádio do Natal, capital do Rio Grande do Norte, vai ter capacidade para 43 mil espectadores. Vão ter aqui lugar quatro jogos da fase de grupos. Construído de raiz, é aqui que vai jogar o América FC. A Itália vai jogar aqui contra o Uruguai.

Custo previsto: 116 milhões de euros. Custo final: 132 milhões | +14,3%

2

11 – Arena Pernambuco (Recife, Pernambuco)

O estádio do Naútico vai receber cinco jogos, incluindo um dos 16 avos
de final. A arena foi construída de raiz e tem capacidade para 46 mil
espectadores. Nesta arena, a Alemanha vai jogar contra os Estados Unidos
e a Itália contra a Costa Rica.

Custo previsto: 175 milhões de euros. Custo final: 176 milhões | +0,6%

2

12 – Arena Castelão (Fortaleza, Ceará)

Este não só foi o único estádio que cumpriu o orçamento inicial, como gastou menos dinheiro do que o estipulado. A arena da capital do estado do Ceará vai receber cinco jogos, incluindo os quartos de final. A casa do Ceará Sporting Clube foi construído em 1973 e foi recentemente renovada. Tem capacidade para 63 mil espectadores. Vai ser neste estádio onde o Brasil vai defrontar o México e a Alemanha, o Gana.

Custo previsto: 206 milhões. Custo final: 171 milhões | -16,8%

2

Leia também: Estes portugueses estiveram (e estão) a trabalhar no Mundial

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Centeno mantém crescimento de 1,9% este ano. Acelera para 2% no próximo

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Dívida pública desce mais devagar do que o previsto

desemprego Marcos Borga Lusa

Taxa de desemprego nos 5,9% em 2020. A mais baixa em 17 anos

Outros conteúdos GMG
Estes são os 12 estádios onde vai decorrer a magia da Copa (do maior buraco ao único cumpridor)