Tecnologia

Facebook lança Shops, novo serviço para pequenas empresas venderem online

Facebook Shops
Facebook Shops

Novo projeto do Facebook promete ajudar pequenas empresas a vender online entre Facebook, Instagram e até WhatsApp em tempos de pandemia covid-19

O anúncio foi feito por Mark Zuckerberg em mais uma conversa por videoconferência repleta de anúncios em tempos de pandemia do fundador e CEO do Facebook – antes já tinha apresentado o rival do serviço de videoconferências, Zoom, o Messenger Rooms – e promete ser uma importante ajudar para levar pequenos negócios para o online. Já esta manhã a Google tinha anunciado um serviço para ajudar empresas a se internacionalizar.
Num comunicado a que o Dinheiro Vivo/Insider teve acesso, o Facebook admite que a rede social já serve há muitos anos para se comprar e vender coisas, desde a forma mais simples, até à implementação do serviço Marketplace que permite comprar e vender de forma mais organizada de produtos em segunda mão.

Mais recentemente, o Instagram (marca que pertence ao Facebook) começou a permitir a inclusão de venda direta na app, através de marcas conhecidas e dos chamados influenciadores. “Hoje, o objetivo é dar às pessoas um lugar onde possam viver a experiência alegre de ir às compras e a facilidade de comprar”, é explicado em comunicado, com o objetivo de “ajudar as pequenas empresas a adaptarem-se e a facilitar cada vez mais ao cliente o processo de escolha e compra de um produto”.

Com o lançamento do Facebook Shops a empresa quer criar novas soluções para os diferentes negócios para que “inspirem as pessoas a comprar e vender cada vez mais facilmente”, “capacitante qualquer pequeno empresário com as ferramentas para se ligar da melhor forma aos clientes” através de “um processo de compra irreprovável”, é explicado no comunicado que cita também um relatório feito pelo próprio Facebook e comentado por Sheryl Sandberg (a COO da empresa) que traça um cenário desastroso para as pequenas empresas dos EUA – um terço terá ficado pelo caminho durante o confinamento por causa da pandemia.

Instagram Shops

Instagram Shops

Como funciona o Facebook Shops? Uma loja entre o Instagram e o Facebook

Em primeiro lugar, trata-se de um serviço gratuito “que permite criar uma única loja online com acesso através do Facebook e Instagram”. Ficamos a saber pelo comunicado que “as empresas que usarem o Facebook Shops podem escolher os produtos que exibem em catálogo e personalizar a aparência da ‘loja’ com uma imagem de capa e cores de destaque que melhor representam a marca”. Ou seja, qualquer vendedor, “por mais pequeno que seja, independentemente do orçamento, pode ter um negócio online e estar ligado aos clientes” pelo Facebook e Instagram.

O Facebook Shops vai ficar disponível dentro de cada página de Facebook da empresa ou perfil do Instagram e fica ativo também com a possibilidade de vender diretamente através das stories ou de anúncios. A partir daí, é possível ver a coleção inteira de produtos dispostos, guardar produtos em que se está interessado e fazer uma encomenda. Para já, a encomenda em Portugal só poderá ser feita através do site da própria empresa, já que a possibilidade de encomendar sem deixar a aplicação do Facebook ou Instagram só estará disponível nesta altura nos Estados Unidos.

Para tentar uma aproximação à loja física, é possível pedir ajuda ou seguir uma encomenda por uma mensagem ao negócio por WhatsApp, Messenger ou Instagram Direct, ou seja, todos os serviços de mensagens que pertencem ao grupo Facebook. “No futuro, será possível consultar a loja do negócio e realizar as compras diretamente no chat do Whatsapp, Messenger e Instagram Direct”, explica o comunicado.

Quando fica disponível? A implementação começa já esta terça-feira e o serviço deverá estar integrado de forma generalizada a nível mundial nos próximos meses. É disponibilizado um site que esmiúça os pormenores de privacidade do novo serviço integrado nas plataformas já existentes do grupo Facebook.

Os chamados Live também vão passar a poder ter ferramentas para vendas, podendo haver vendas durante vídeos em direto em Facebook e Instagram Live. “Esses produtos serão exibidos no vídeo para que as pessoas possam facilmente tocar para ter mais informações e comprar”. Os testes já começaram e a integração deve demorar “alguns meses”.

Relativamente ao Instagram Shop, a integração só começa esteve verão e, para já, nos EUA. O separador ‘Explorar’ do Instagram vai passar a funcionar também como espaço onde se pode comprar produtos – para que eles surjam lá já deverá ser necessário pagar publicidade ao Instagram.

Em comunicado explica-se que assim “é possível encontrar inspiração através de coleções com o @shop, ver a seleção das marcas e criadores favoritos, filtrar através de categorias como ‘Beleza’ e ‘Casa’, e comprar todos os looks de que se gosta, num só lugar”. Também previsto para 2020 está uma nova opção no separador ‘Explorar’ do Facebook “para que seja possível ir para o ‘Instagram Shop’ com apenas um clique”.

Vendas pelo Facebook Live

Vendas pelo Facebook Live

Sistemas de recompensas no Facebook

Também está a ser testado novas formas para facilitar o sistema de recompensas das marcas e negócios, “permitindo uma ligação aos programas de fidelidade, como por exemplo, um programa de pontos da livraria do bairro que esteja ligado ao Facebook do próprio cliente”. O Facebook revela que está, ainda, a trabalhar de perto com parceiros como o Shopify, Big Commerce, Woo, Channel Advisor, CedCommerce, Cafe24, Tienda Nube e Feedonomics “para dar aos pequenos negócios o apoio de que precisam” com “ferramentas preciosas para que os empresários comecem e desenvolvam o seu negócio e se movam para o mundo online”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Nazaré Costa Cabral, presidente do Conselho de Finanças Públicas. (João Silva / Global Imagens)

Cenário severo em 2020. Défice nos 9%, dívida em 142%, desemprego nos 13%

O primeiro-ministro, António Costa. Fotografia: António Cotrim/Lusa

Apoios à TAP formalizados “em breve” depois de consultas com Bruxelas

Foto: Fábio Poço/Global Imagens)

Costa promete linha para converter AL em arrendamento para jovens

Facebook lança Shops, novo serviço para pequenas empresas venderem online