Apple

Flop de vendas? iPhone 8 em mínimos de quatro anos

O entusiasmo dos fãs da Apple, desta vez, não foi massivo -  EPA/WALLACE WOON
O entusiasmo dos fãs da Apple, desta vez, não foi massivo - EPA/WALLACE WOON

Há muito tempo que a Apple não vendia tão poucos novos iPhones no primeiro fim de semana. Comprar nos EUA é, em média, 240 euros mais barato

Já se sabia que as filas para comprar o iPhone 8, que saiu na sexta-feira em vários países, foram muito curtas. Mas se as estimativas das consultoras se confirmarem, as notícias são ainda piores para a Apple. O novo smartphone é o menos vendido no primeiro fim de semana em que está disponível desde 2013.

A Apple descontinuou no ano passado o hábito de revelar números de vendas nos primeiros três dias de disponibilização, algo que fez durante muito tempo e dava uma noção de quão popular seria a nova versão. No entanto, várias consultoras continuam a monitorizar a procura e os resultados deste ano não são positivos. De acordo com a empresa de analítica Localytics, o iPhone 8 e iPhone 8 Plus vendeu menos que o iPhone 5s quando este foi para as lojas, há quatro anos.

Os dados da consultora indicam que a adoção do 8 foi de 0,3%, enquanto o 8 Plus conseguiu 0,4%; o 7 tinha conquistado 1%, enquanto o 6 conseguira 2% e o 5s 0,9%. É certo que são dados referentes apenas ao primeiro fim de semana de compras, mas a procura inicial é sempre um indicador determinante da reação do mercado a um novo iPhone.

“A Apple está a apostar forte no iPhone X e até agora parece que os consumidores poderão estar a fazer o mesmo”, nota a Localytics. Isto é algo que de já se tinha falado nas primeiras críticas às novas fornadas de iPhones anunciadas a 12 de setembro: o aparato mediático em torno do iPhone X poderia canibalizar as vendas do 8 e do 8 Plus, apesar de estes serem mais baratos. A edição de aniversário do iPhone, que não tem botão Home e desbloqueia com reconhecimento da cara, só chega a 3 de novembro.

Comprar iPhone 8 nos EUA é 240 euros mais barato

A diferença de preços entre Portugal e os Estados Unidos é esmagadora em todos os novos iPhones. Em média, comprar um iPhone 8 ou 8 Plus desbloqueado numa loja Apple norte-americana custa menos 240 euros.

A poupança poderá oscilar conforme a taxa de câmbio e o sítio onde se compre o iPhone, porque o IVA difere de Estado para Estado e de condado para condado. Usámos como referência Los Angeles, onde a soma do IVA estatal e a sobretaxa do condado resulta em IVA de 9,5%. É esta percentagem que acresce ao preçário divulgado pela Apple aquando do evento de lançamento. Todos os preços usados são os praticados diretamente pela Apple.

Em todos os casos, é possível comprar um iPhone 8 ou 8 Plus por menos de 900 euros, algo que em Portugal só acontece com a versão mais barata, iPhone 8 de 64 GB.

No caso do iPhone X, que só estará disponível para reserva a 27 de outubro, a diferença é ainda maior: 261 euros na versão com menos armazenamento e 303 euros na versão com 256 GB.

Eis o comparativo de preços, à taxa de câmbio de hoje:

iPhone 8 64 GB (desbloqueado)

Portugal – 829€

EUA – 640,85€

Poupança: 188,15€

iPhone 8 256 GB (desbloqueado)

Portugal – 1009€

EUA – 780,16€

Poupança: 229€

iPhone 8 Plus 64 GB (desbloqueado)

Portugal – 939€

EUA – 734,21€

Poupança: 204,79€

iPhone 8 Plus 256 GB (desbloqueado)

Portugal – 1119€

EUA – 872,05€

Poupança: 246,95€

iPhone X 64 GB

Portugal – 1179€

EUA – 918€

Poupança: 261€

iPhone X 256 GB

Portugal – 1359€

EUA – 1055,83€

Poupança: 303,17€

Vale a pena?

Um dos motivos pelos quais os consumidores não parecem estar muito entusiasmados com o iPhone 8 é que as diferenças em relação ao 7 são poucas. No entanto, experimentar o smartphone deixa perceber duas melhorias fundamentais: o processador A11 Bionic dá um salto considerável na rapidez e a câmara é muito, muito melhor que a do iPhone anterior. Facilmente permite tirar uma foto com qualidade comparável a uma câmara DLSR, incluindo selfies, com vários modos automáticos que captam o mesmo cenário de formas diferentes e criativas.

Quem investiu num iPhone 7 no ano passado e não se interessa muito pela câmara não precisa desta nova versão. Mas quem tem um iPhone 6 ou 6s verá uma diferença qualitativa bastante grande.

Em termos de design, a única diferença é que o corpo é agora inteiramente feito de vidro. Nada que faça suspirar, tendo em conta que a maioria dos utilizadores usa capas de proteção e raramente anda com a parte traseira do telefone destapada.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
António Costa, primeiro-ministro português, em Bruxelas. EPA/CHRISTIAN HARTMANN / POOL

O que já se sabe que aí vem no Orçamento para 2020

A coordenadora da Frente Comum, Ana Avoila. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Os 0,3% que acabaram com a paz entre função pública e governo

Marcelo Rebelo de Sousa, Christine Lagarde e Mário Centeno. Fotografia: MIGUEL FIGUEIREDO LOPES/LUSA

Centeno responde a Marcelo com descida mais rápida da dívida

Outros conteúdos GMG
Flop de vendas? iPhone 8 em mínimos de quatro anos