negócios

Falta-lhe espaço para a piscina? Mergulhe num contentor

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

No início da década, fizeram furor as piscinas feitas a partir de contentores de lixo reciclados. Agora, são as piscinas em contentores marítimos.

A falta de espaço e o incómodo com as obras deixaram de ser desculpa (ou motivo) para não ter uma piscina. Que o diga a empresa canadiana Modpools que decidiu reciclar contentores de carga marítimos e transformá-los em piscinas para uso familiar.

A empresa tem disponíveis dois tamanhos destas piscinas que, garante, podem ser montadas num curto espaço de tempo. Em ambos os casos a profundidade é de 1,35 metros.

piscina2Os promotores desta nova solução de piscinas aliaram a tecnologia à eficiência energética, o que permite aquecer a água para uma temperatura ao nível das praias das Maurícias num curto espaço de tempo. Controlar o aquecimento é, de resto, uma função que pode ser feita através do smartphone. Tal como o controlo da iluminação.

O preço base destas piscinas em contentores ronda os 24.700 euros.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens

Autoeuropa e Comissão de Trabalhadores acordam aumentos salariais de 3,2%

Centro histórico de Lisboa. Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Receitas do Turismo com valor recorde de 15 mil milhões de euros

Lisboa, 19/02/2018 - António Pedro Silva, administrador executivo dos CTT. António Pedro Silva (Gerardo Santos / Global Imagens)

“Greve nos CTT tem uma agenda política”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Falta-lhe espaço para a piscina? Mergulhe num contentor