festivais de verão

Rock in Rio em junho atrai o dobro dos visitantes estrangeiros

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

No dia 24, o único do evento que está esgotado até agora, o recinto do Rock in Rio vai receber 85 mil pessoas

Foi ainda na “fase de maquilhagem” que Roberta Medina abriu as portas da cidade do Rock à imprensa. A pouco mais de uma semana do arranque do Rock in Rio, ainda não é possível pisar o Palco Mundo.

A mega estrutura cresceu oito metros este ano, mas ao mesmo tempo “emagreceu”: as 400 toneladas que pesava em 2016 passaram a ser apenas 80, graças a uma mudança dos materiais.

Outra das novidades do palco principal na oitava edição do Rock in Rio é que pela primeira vez é 100% nacional. Todas as empresas contratadas para criar a estrutura são portuguesas. Estes foram apenas alguns dos detalhes que a principal responsável pela organização do festival revelou aos jornalistas esta quinta-feira.

A oito dias de abrir os portões ao público, ainda há muitos bilhetes por vender. Mas Roberta Medina garante que o ritmo das vendas nunca tinha sido tão acelerado como o deste ano.

“Nunca tínhamos esgotado um dia com dois meses de antecedência”, sublinhou, referindo-se ao dia 24 de junho que terá Bruno Mars como cabeça-de-cartaz e 85 mil pessoas na assistência. E adiantou ainda que durante a próxima semana “ainda é possível” que o dia 23 também esgote.

Em declarações ao Dinheiro Vivo, a responsável máxima do Rock in Rio revelou ainda que este ano, mais do que em qualquer outra edição, vão ouvir-se vários idiomas no recinto da Bela Vista.

“Vendemos bilhetes a pessoas de 80 países e a compra por parte de visitantes internacionais duplicou este ano”, sublinhou Roberta Medina. A maior parte vem de Espanha e Inglaterra. E porquê?

“Nunca fizemos um trabalho muito forte no mercado internacional, nunca trabalhámos muito para atrair esse público. Este ano o aumento aconteceu por dois fatores: em primeiro lugar, começámos a trabalhar com o Turismo de Portugal e a Associação de Turismo de Lisboa em termos de produção. E depois não podemos esquecer que a própria cidade de Lisboa é hoje ela própria uma máquina de chamar visitantes”, explicou a responsável.

Entre as principais novidades da edição deste ano está a possibilidade de agendar as voltas na roda gigante, um parque com os dinossauros do Dino Parque da Lourinhã ou a exposição de uma réplica da Nave TIE Fighter Advance x1, da saga Star Wars, que vem da Alemanha para o Parque da Bela Vista.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(João Silva/ Global Imagens)

Há quase mais 50 mil imóveis de luxo a pagar AIMI

(João Silva/ Global Imagens)

Há quase mais 50 mil imóveis de luxo a pagar AIMI

Negociações para revisão do contrato coletivo de trabalho da construção arrancam em setembro

Salário base da construção pode subir até 194 euros

Outros conteúdos GMG
Rock in Rio em junho atrai o dobro dos visitantes estrangeiros