Guerra das ‘Bimbys’: “A concorrência é natural e salutar”

ng3121222

É com “naturalidade” que a Bimby encara os lançamentos da Yämmi, pelo Continente, e da Chef Express, pelo Pingo Doce, em outubro.

“A concorrência é salutar, obrigando as marcas a trabalhar pela excelência, beneficiando o consumidor final, tanto em produtos de melhor qualidade, como em prestação de serviços associados”, disse, ao Dinheiro Vivo, fonte oficial da Vorwerk, dona do robot de cozinha.

Leia também: A guerra das ‘Bimbys’ está a chegar.

Para esta empresa alemã, “cabe ao consumidor final informar-se sobre os vários produtos e decidir qual o equipamento que melhor cobre as suas necessidades.”

Para tal, destaca a empresa, muito conta a “demonstração personalizada no conforto da casa do cliente, onde este tem a possibilidade de experimentar a Bimby, provar o que esta faz, questionar e esclarecer antes de ter que desembolsar qualquer dinheiro.”

Mas não serão os equipamentos concorrentes plágios? A Vorwerk prefere responder com outra pergunta: “indique o nome de uma marca que tenha um robot de cozinha que faça o que a Bimby faz e que seja anterior a 1970?”

Relativamente ao baixo preço das novas máquinas serem um factor de peso na decisão de compra (Yämmi, 349 euros e Chef Express, só revelado em outubro), a Bimby puxa dos galões: “A Bimby é um robot de cozinha de uma empresa alemã com 130 anos de mercado, 23 vezes patenteada, detentora de um prémio ‘Red Dot Design Award’ (prémio de excelência em design), um prémio de ‘Inovação Cozinha em 2009’, totalmente fabricada na Europa (peças da Alemanha e montagem em França), com milhões de seguidores no mundo inteiro.”

“Conhecida como ‘a cozinha mais pequena do mundo’, pelo seu conceito ‘tudo em um’ – uma única lâmina, uma balança incorporada -, a Bimby tem ainda anos e anos de investigação sobre receitas”, frisa fonte de marca.

Além do mais, a Bimby distingue-se, frisa a empresa, por um conjunto de serviços associados que vão desde a demonstração e entrega personalizadas em casa do cliente, às aulas de cozinha ou workshops temáticos, às receitas certificadas, revistas por nutricionistas e divulgadas, mensalmente, através da Revista Bimby, Momentos de Partilha e dos vários livros temáticos editados todos os anos.

Leia também: Na Bertrand, a Bimby é uma aposta A par disto, a marca apostou numa aplicação de receitas para iPhone e iPad, “que cobrem as necessidades de clientes mais tecnológicos.” E ainda, um serviço credenciado de Assistência Técnica, uma loja on-line e uma rede de agentes Bimby contatáveis por telefone.

“Diria que a Bimby é o equipamento, que ao adquiri-lo, passa-se a ter acesso a um mundo que nos leva a uma diferente forma de estar em família, à mesa e na cozinha. Foi com esta abordagem que o cliente nos reconheceu como Superbrand, Marca de Excelência entre 2010 e 2013”, frisa fonte da Vorwerk.

Leia também: O segredo da Bimby para vender

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: REUTERS/Brendan McDermid

Principais bancos em Portugal vão continuar a reduzir exposição ao imobiliário

Fotografia: REUTERS/Brendan McDermid

Principais bancos em Portugal vão continuar a reduzir exposição ao imobiliário

SaudiAramco

Petrolífera Aramco consegue maior entrada em bolsa da história

Outros conteúdos GMG
Guerra das ‘Bimbys’: “A concorrência é natural e salutar”