vinhos

José Maria da Fonseca lança Avis Rara

Fotografia: Steven Governo / Global Imagens
Fotografia: Steven Governo / Global Imagens

Branco doce de Setúbal vem enriquecer o portefólio da empresa, que conta com mais de 30 marcas no mercado

A José Maria da Fonseca, o mais antigo produtor de vinhos de mesa e moscatéis, que conta com mais de 650 hectares de vinha distribuídos península de Setúbal, Alentejo e Douro, acaba de lançar o seu mais recente produto, o Avis Rara 2016, um branco doce e invulgar.

São 40 mil garrafas, com um preço de venda ao público recomendado de 4,99 euros, e que serão distribuídas pelos mais de 70 mercados em que a José Maria da Fonseca está presente, mas com um “especial enfoque” no consumidor nacional.

“Sentimos, através dos múltiplos contactos com os nossos consumidores, nomeadamente em feiras e eventos, a procura por um vinho com este perfil, ligeiramente doce, fresco, elegante e suave”, explica Sofia Soares Franco, responsável de enoturismo e comunicação da empresa. Na verdade, a José Maria da Fonseca já tem no seu portfólio um branco doce, o Quinta de Camarate Branco Doce. No entanto, diz Sofia Soares Franco, por se tratar de um vinho de quinta, “tem necessariamente uma produção limitada à colheita de cada ano e, todos os anos, a procura excede em muito a oferta, deixando uma parte dos nossos consumidores sem oportunidade de adquirirem um vinho com este estilo”.

E porque mesmo no mercado a oferta de vinhos brancos doces “se restringe a mais duas ou três marcas”, a empresa sentiu que havia uma oportunidade a desenvolver. E, por isso, a José Maria da Fonseca espera ter toda a colheita de 2016 “vendida até ao final do ano”.

Produzido a partir das castas Moscatel de Setúbal e Fernão Pires, o Avis Rara tem aromas florais – rosa, flor de laranjeira e alperce maduro – e uma boca fresca, elegante e suave. É excelente para acompanhar peixes e mariscos ou, simplesmente, como aperitivo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, durante a inauguração das Escadinhas da Saúde rolantes, ao Martim Moniz. Fotografia: Nuno Pinto Fernandes/Global Imagens

Crescimento do turismo em 2019 é o mais baixo desde a última crise

Miguel Maya, presidente executivo do Millennium BCP.
JOÃO RELVAS/LUSA

Bancos ganharam mais de 5,2 milhões por dia

Miguel Maya, presidente executivo do Millennium BCP, durante a conferência de imprensa de apresentação dos resultados do 1.º trimestre de 2019, Lisboa, 9 de maio de 2019. JOÃO RELVAS/LUSA

BCP vai fazer uma proposta de distribuição de dividendos “muito conservadora”

José Maria da Fonseca lança Avis Rara