Judite Sousa. José Sócrates “tem um olhar feroz”

ng3113095

Sócrates tinha uma estratégia enquanto entrevistado.
“Fala por cima da pergunta, ignora-a para levar os temas para onde
quer”, lembra Judite Sousa. E
se o jornalista insiste, “há faísca”.

José
Sócrates é um entrevistado “agressivo, duro, muito duro. Tem um olhar
intimidatório, o que é muito relevante na televisão. Tem um olhar feroz”, descreve Judite Sousa.

A atual diretora adjunta de informação da TVI, deparou-se muitas
vezes com o olhar do antigo Primeiro Ministro quando moderou, estava ainda na
RTP, o espaço de comentário entre Sócrates e Pedro Santana Lopes. Continuou a
enfrentar em diversas entrevistas o seu “olhar feroz”, como
classifica, quando já era José Sócrates Primeiro Ministro. Não hesita em
afirmar que Sócrates “talvez tenha sido a pessoa mais difícil para
entrevistar”.

Sócrates, diz, “tem uma linguagem corporal muito forte”, isso
combinado com o facto de ser um “homem sanguinolento”, como o próprio
se autodefiniu, frisa, resultava sempre num
“entrevistado muito difícil”.

Dos tempos de comentador da RTP, Judite Sousa lembra um Sócrates que se
“preparava exaustivamente” e que chegava à mesa com “notas
detalhadas” sobre o que queria dizer. “Às vezes até ficava com a
sensação de que decorava tudo o que dizia”, afirma.

Sócrates “faz uma evolução muito significativa como político comentador. O
José Sócrates da última fase não é o jovem socialista, nem o ministro do
Ambiente ou o comentador ao lado de Pedro Santana Lopes”, diz.
“Tornou-se mais combativo e mais agressivo”, refere a diretora
adjunta de informação da TVI.

“As experiências mais duras foram na condição de Primeiro Ministro. Foram
encontros marcados por uma grande tensão profissional e pessoal: reagia sempre
muito mal às perguntas. Cada pergunta para ele era quase um acto de
agressão”, descreve Judite Sousa.

“Nunca houve um momento de descontração nem antes nem depois da
entrevista”, diz Judite Sousa. Pelo menos enquanto foi entrevistado na
RTP. A única vez em que entre entrevistado e entrevistador houve um momento
mais pacífico já Judite Sousa tinha transitado para a TVI, lembra a
profissional.

Judite de Sousa acredita que Sócrates é dos políticos portugueses que melhor
“sabe usar a comunicação na televisão a favor da sua estratégia
política”. “A televisão continua a ser o principal instrumento de
comunicação política e se há pessoa em Portugal que percebeu isso foi José
Sócrates”, afirma.

Amanhã José Sócrates regressa ao canal que o viu nascer como comentador
político. “Do ponto de vista de entrevista televisiva, de conteúdo, de
sumo noticioso não tenho dúvidas que vai ser uma boa entrevista”,
acredita. Ou não fosse Sócrates, acredita, “uma peça muito forte no xadrez
político português”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

No final de 2019 Estado terá mais 11 400 novos funcionários

Lucília Gao com Joana Marques Vidal no dia da sua tomada de posse como diretora do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa © DR-Ministério Público

Lucília Gago é a nova PGR. Tudo o que precisa de saber

Juan José Dolado, economista, investigador e professor universitário (Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Pior do que a precariedade vão ser os baixos salários”

Outros conteúdos GMG
Judite Sousa. José Sócrates “tem um olhar feroz”