Mário Mandacaru lança A Equipa

ng3122685

A Equipa, a nova agência criativa a chegar ao mercado português, faz jus ao nome. É composta por uma equipa de dois: Mário Mandacaru e Cristina Pereira Gonçalves.

É o primeiro projeto a solo de Mário Mandacaru, antigo diretor criativo da área de design da Brandia Central, depois de mais de 20 anos a trabalhar no mercado criativo português. A Equipa marca também o regresso à mesma equipa de Mário Mandacaru e Cristina Pereira Gonçalves, profissionais que tinham trabalho em conjunto na Novo Design e Brandia. Mais recentemente Cristina Pereira Gonçalves esteve ligada à Shift Thinkers como Global Business Manager.

Pelos dois profissionais passaram marcas como Telecel (agora Vodafone), Delta Cafés, Galp, Brisa, CTT, entre outras.

Em A Equipa “somos dois, mas podemos ser muito mais em função do projeto”, frisa Mário Mandacaru. “Em função do projeto chamamos a equipa mais adequada”, continua. “Hoje em dia por opção muitos designers, bons, preferem trabalhar a solo”, diz o creative partners de A Equipa.

“O nosso core é gestão de marca”, diz Mandacaru, mas realça que a agência não se vai centar numa única área. Ou seja, a forma como essa gestão de marca se irá concretizar poderá ser uma aplicação, uma campanha, isto é, o que for considerado mais adequado em termos de resposta ao projeto.

Mandacaru não arrisca um valor de facturação para a empresa, mas acredita que o atual momento torna o mercado recetivo a um projeto com as caraterísticas de A Equipa. “O mercado está pior para as estruturas pesadas e pouco flexíveis”, diz. Com a nova agência a ideia é, precisamente, “ser mais flexível e adequado ao mercado, também em termos de custos”.

A Equipa tem escritório em Lisboa, na Rua Augusta, mas a ideia é abrir ao mercado internacional. “Com uma estrutura como a nossa não é difícil coordenar projetos em Angola, Moçambique, Brasil ou até o norte da Europa”, diz Mário Mandacaru.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Klaus Regling, líder do fundo da zona euro, e Wolfgang Schäuble, ministro das Finanças da Alemanha, o maior acionista. Fotografia: EPA/JULIEN WARNAND

Maior credor de Portugal rejeita alívio nos juros da dívida

Fotografia:  JOÃO RELVAS/LUSA

CGD. Divulgação dos rendimentos era problema para Domingues

Fotografia: Nacho Doce/Reuters

Obrigações. Lesados da PT Finance vão processar bancos

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Mário Mandacaru lança A Equipa