resultadospsi20

Media Capital recua 40% os lucros, para 5,4 milhões até setembro

Rosa Cullell Muniesa, Media Capital
Rosa Cullell Muniesa, Media Capital

A Media Capital obteve lucros de 5,4 milhões de euros até setembro, resultado que representa uma queda de 40% em relação aos primeiros nove meses do ano passado.

O grupo dono da TVI regressou, no entanto, aos resultados positivos no terceiro trimestre, nos 1.4 milhões de euros, valor que compara com os prejuízos de 633 mil euros registados no terceiro trimestre do ano passado.

Nos primeiros nove meses do ano o grupo registou receitas de 132.1 milhões de euros, uma queda de 21% em relação a igual período do ano passado, reflectindo a diminuição em todas as linhas de receitas. Em termos percentuais a maior queda de proveitos foi no segmento de Entretenimento (61%), para 3.9 milhões de euros, seguida da área de produção audiovisual (-35%), para pouco mais de 40 milhões, digital e outros (-9%), para 11,6 milhões de euros. Também as receitas na área de televisão caíram face ao ano passado, recuando 8%, para pouco mais de 101 milhões de euros.

Apesar da redução de 23% nos custos operacionais, que se fixam nos 108.5 milhões de euros, o EBITDA até setembro caiu 13%, para 23.6 milhões de euros.

Em termos globais no grupo a publicidade caiu no acumulado do ano 19%, para receitas totais de 80.4 milhões de euros. Isolando o terceiro trimestre a quebra é de 21%, para 22.8 milhões de euros.

No terceiro trimestre, o grupo conseguiu regressar aos lucros, para 1.4 milhões. Desempenho resultante de uma menor quebra nas receitas (-16%), para 41.2 milhões de euros que, com um corte de custos de 23% levou a uma evolução do EBITDA positiva de 45%, para pouco mais de 7 milhões de euros.

Televisão: publicidade cai 22% até setembro

A TVI viu cair nos primeiros nove meses do ano as suas receitas em 8%, para pouco mais 101 milhões de euros, reflectindo a descida de 22% nas receitas de publicidade no período, que se fixam nos 69.2 milhões de euros. Redução que a subida de 47% em outros proveitos, para 31.9 milhões, não conseguiu contrabalançar.

A empresa reduziu os custos operacionais em 7%, para 80.6 milhões de euros, para um EBITDA de 20.4 milhões de euros (-11%). Os resultados operacionais diminuiram 12%, para 16.2 milhões de euros. Isto apesar do terceiro trimestre ter subido 114%, para 6.4 milhões de euros.

Produção: Plural recua 35% nas receitas

Menos 35% nas receitas foi o desempenho até Setembro do braço de produção do grupo, que obteve receitas de pouco mais de 40 milhões de euros. 184 mil euros foram os resultados operacionais, menos 91% do que em relação ao período homólogo. No trimestre esses são negativos em pouco mais de um milhão de euros.

Rádio: Resultado operacional cai 46%

Até setembro a Media Capital Rádio gerou receitas de 9,9 milhões de euros, menos 9% do que em relação a período homólogo do ano passado. Resultado que encaixe, sobretudo, a quebra de 42% do item outros proveitos que passa de pouco mais de um milhão para 599 mil euros. A publicidade cai 6%, para 9.3 milhões de euros.

Apesar da descida de 7% nos custos operacionais, para 8.6 milhões de euros, o EBITDA recua 20%, para 1.3 milhões de euros. O resultado operacional das rádios é de 131 mil euros, menos 46% do que face aos primeiros nove meses do ano passado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa. Foto: Rodrigo Antunes/EPA

Costa agradece às forças armadas e defende o seu uso com analogia futebolística

O primeiro-ministro, António Costa. Foto: Rodrigo Antunes/EPA

Costa agradece às forças armadas e defende o seu uso com analogia futebolística

Francisco São Bento, presidente do SNMMP. Foto: Sara Matos/Global Imagens

Cinco momentos chave numa greve de sete dias

Outros conteúdos GMG
Media Capital recua 40% os lucros, para 5,4 milhões até setembro