Netflix arranca em Portugal com Vodafone e Nuno Markl

O Netflix arranca na próxima quarta-feira em Portugal com a Vodafone. O humorista Nuno Markl, fã do serviço de streaming, vai ser a cara das campanhas de promoção do serviço em Portugal, sabe o Dinheiro Vivo.

As negociações entre o Netflix e a operadora de telecomunicações liderada por Mário Vaz decorriam há várias semanas, tendo o acordo sido fechado esta semana, segundo fontes ouvidas pelo Dinheiro Vivo.

O serviço de streaming já tinha concluído no Reino Unido, Espanha e Itália um acordo semelhante com a Vodafone local, que permite aos clientes de televisão da operadora de telecomunicações o acesso ao Netflix a partir da sua box.

Com este novo serviço premium, a Vodafone Portugal reforça a sua oferta na área de conteúdos de TV depois de ainda este mês ter avançado com o serviço Fox Play, da Fox.

O Netflix arranca no mercado nacional com um preço base de 7,99 euros, para um ecrã em SD, valores que podem subir para 9,99 euros (dois ecrãs em HD) ou 11,99 euros, este último para quatro ecrãs em Ultra HD 4K. O serviço de streaming pode ser acedido por uma multiplicidade de terminais, desde smartTV, a tablets ou smartphones, bem como consolas de jogos ou dispositivos Apple TV e Google Chromecast. No primeiro mês, os clientes não pagam o serviço, situação que se estende aos clientes/subscritores da Vodafone que aderirem ao serviço.

Netflix negoceia com televisões

O Netflix ainda não anunciou nenhum conteúdo português local na sua oferta, mas ao que o Dinheiro Vivo sabe, tem havido contactos com as televisões generalistas, SIC e TVI, para a inclusão de conteúdos na sua oferta. Na SIC as negociações são descritas por fontes ouvidas pelo Dinheiro Vivo como estando “bastante avançadas”. De fora desta primeira ronda de contactos, terá ficado a RTP. Contactadas as estações não quiseram comentar esta informação.

Depois de Espanha e Itália, Portugal é o mais recentemente país europeu em que o serviço foi lançado com uma oferta de filmes e séries, alguns deles exclusivos do Netflix, como o filme Beasts of No Nation, que estreou na passada sexta-feira, ou as séries Jessica Jones, da Marvel, com lançamento previsto até ao final do ano.

Lançado em 2007 como serviço de streaming, o Netflix é o líder mundial de televisão por Internet, com mais de 69 milhões de membros em 50 países. Até ao final do ano, o serviço de streaming estima ter 74 milhões de subscritores em todo o mundo. O Netflix fechou o terceiro trimestre com 1,581 mil milhões de dólares de receitas, com o grosso a ser gerado pelo mercado norte-americano (mais de mil milhões de dólares) e 517 milhões de dólares com origem no mercado internacional. O serviço obteve no período lucros operacionais de 74 milhões de dólares, valor abaixo dos 110 milhões de dólares registados em período homólogo do ano passado, segundo dados do relatório e contas conhecido no passado dia 14.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
The World Economic Forum, Davos
Fabrice COFFRINI/AFP

Líderes rumam a Davos para debater a nova desordem mundial

Mário Centeno

Privados pedem ao Estado 1,4 mil milhões de euros em indemnizações

Luis Cabral, economista.
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Luís Cabral: “Pobreza já não é só ganhar 2 dólares/dia”

Netflix arranca em Portugal com Vodafone e Nuno Markl