Netflix vai estrear-se em seis países europeus este ano

Netflix tem 48 milhões de clientes
comunicado."> Netflix tem 48 milhões de clientes

O serviço de aluguer de vídeos online Netflix vai apostar em França, Alemanha, Áustria, Suíça, Bélgica e Luxemburgo ainda este ano, anunciou a empresa em comunicado.

A empresa vai disponibilizar produções de Hollywood e séries televisivas locais e internacionais, no âmbito de um plano de expansão que, segundo uma carta que a empresa enviou em abril aos seus acionistas, vai manter o prejuízo da unidade internacional da Netflix.

De acordo com o comunicado, dilvugado na quarta-feira, os detalhes sobre os preços, programação e suportes onde o serviço poderá ser utilizado serão anunciados em data ainda por decidir.

Leia também: Facestore. Portugueses abriram 4 mil lojas no Facebook até março

Atualmente, a Netflix conta com 48 milhões de clientes a subscreverem os seus serviços, em mais de 40 países, sendo a grande maioria – 37,5 milhões de clientes – proveniente dos Estados Unidos. Na Europa, a empresa já está presente no Reino Unido, Escandinávia e Países Baixos.

A Alemanha é o país europeu com maior número de habitações onde há banda larga, com 29,1 milhões de casas. Já em França há 24,7 milhões de casas com banda larga.

A Netflix vai competir com serviços de streaming de vídeo como o Canal Play Infinity, da francesa Vivendi’s Canal Plus, ou o Prime Instant Video, da Amazon.

Em abril, segundo a Reuters, a Netflix reportou um prejuízo de 25,5 milhões de euros no seu segmento internacional. No mercado norte-americano, por outro lado, a empresa teve lucros de 146,6 milhões de euros no primeiro trimestre. Mas a empresa espera que o segmento internacional venha a ultrapassar o segmento norte-americano. “Vamos continuar a nossa expansão internacional nos próximos anos, pelo que os nossos lucros a curto prazo serão bastante moderados, numa altura em que estamos a investir nesta enorme oportunidade global”, disse a empresa, citada pela Reuters.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa Fotografia: Rodrigo Cabrita / Global Imagens

Medidas do Banco de Portugal para travar riscos no imobiliário são “adequadas”

Lisboa Fotografia: Rodrigo Cabrita / Global Imagens

Medidas do Banco de Portugal para travar riscos no imobiliário são “adequadas”

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Finanças destacam período de crescimento mais sustentável das últimas décadas

Outros conteúdos GMG
Netflix vai estrear-se em seis países europeus este ano