Tecnologia

Nokia 3310, o telemóvel “indestrutível” poderá regressar

Fotografia: DR
Fotografia: DR

A versão melhorada do telefone que fez enorme sucesso em 2000 deverá ser apresentada em Barcelona.

O Nokia 3310, popularmente apelidado como “o indestrutível”, foi melhorado, tem uma versão renovada e deverá ser apresentado no World Mobile Congress, em Barcelona, em 26 de fevereiro.

O reaparecimento do telemóvel deve-se à empresa finlandesa HMD, formada por antigos funcionários da Nokia e que adquiriu patentes da Nokia Technologies, direitos autorais e de imagem de marca.

A nova geração do Nokia 3310 deverá ser vendida por 59 euros, segundo informação adiantada na terça-feira pelo blogger Evan Blass, colaborador do portal tecnológico Venture Beat, e que tornou-se conhecido nos últimos anos por antecipar, de forma certeira, os lançamentos de novos produtos na área móvel.

Além do regresso do 3310, a Nokia deverá apresentar três novos smartphones: o Nokia 6, com câmara full HD de 16 megapixels, ecrã de 5,5 polegadas, 4GB de RAM e custo de 249 euros; Nokia 5, com ecrã de 5,2 polegadas, 2GB de RAM e câmara de 12 megapixels e preço de venda de 199 euros; será ainda lançado o Nokia 3, smartphone de entrada para a gama da Nokia e que deverá ter um custo de 149 euros. Os três smartphones vão contar com sistema operativo Android.

O Nokia 3310 foi lançado em agosto de 2000 e tornou-se conhecido pela resistência e autonomia. No YouTube, por exemplo, há um vídeo que mostra o telemóvel a ser atingido por uma catana, e continuar ileso. Outro, mostra que é capaz de suportar o peso de um veículo parado.

Segundo a Nokia, é possível utilizar o 3310 por quase 11 dias sem ter que recarregar o telemóvel.

(Notícia corrigida às 17h30 de 16/02/2017 com detalhes sobre o lançamento da gama de smartphones da Nokia e nova fotografia)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fernando Ulrich, futuro chairman do BPI, e Pablo Forero, futuro CEO. Foto: Tiago Petinga/EPA

Acionistas do BPI reunidos. Começa hoje a era CaixaBank

Brasil é a 1ª economia da América do Sul

Portugal é a nova Miami para os brasileiros ricos

Fernando Rocha Andrade
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Cobrança coerciva deverá render neste ano 1104 milhões ao fisco

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Nokia 3310, o telemóvel “indestrutível” poderá regressar