O BiG mudou. Agora é assim

A nova identidade do BiG
A nova identidade do BiG

O BiG arrancou hoje com uma nova identidade e campanha de comunicação com criatividade da Leo Burnett em parceria com a ARC.

“O rebranding materializa-se essencialmente através da renovação da sua identidade, nomeadamente através da modernização do logo e da assinatura de marca “O banco que entende os seus valores”, explica o banco em nota de imprensa.

A carregar player...

A campanha multimeios foca-se na ideia de que as pessoas depositam num banco mais do que as suas poupanças, mas também projetos e expectativas. Para isso, a agência criou uma experiência social, com base em testemunhos reais: Catarina João e Pedro Pereira.

A carregar player...

Na Leo Burnett, a campanha conta com a direção criativa executiva de Luciana Cani, direção criativa de Steve Colmer que também assina o copy, head of art de Nuno Salvaterra e direção de arte de Douglas Cardoso, Guilherme Nunes, Leonardo Pinheiro. O design é de Nuno Salvaterra, António Silva, Emanuel Serôdio, Natasha Hellegouarch.

A produção é da Arizona Filmes e a realização de Telmo Vicente.

Na ARC a campanha conta com o contributo de Nuno Frade (Head of Digital Production) e Joana Duarte (Head of Social).

A ação tem ainda um site onde está a versão completa da campanha.

O banco tem presença online, bem como numa rede de 15 agências nas principais cidades do país.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O antigo secretário de Estado da Energia e da Inovação, Henrique Gomes, fala perante a Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade, na Assembleia da República em Lisboa, 23 de janeiro de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

Henrique Gomes disse que “Mexia é osso duro de roer” e teve de sair da REN

A área alimentar gerou vendas históricas de quatro mil milhões de euros. Fotografia: D.R.

Sonae atinge vendas recorde de 6,3 mil milhões com impulso do Natal

António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças, num debate parlamentar sobre o OE2019. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Universidade Católica prevê menos crescimento em 2018 e 2019

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
O BiG mudou. Agora é assim