Patroa dos criativos ruma a Espanha

Susana Albuquerque
Susana Albuquerque

O presidente da Tapsa/Young & Rubicam (Y&R) estava a fazer
a fusão das duas agências em Espanha. Precisava de um diretor
criativo para reforçar a equipa. Decidiu procurar em Portugal pela
boa opinião que tem dos criativos daqui. E encontrou Susana
Albuquerque para constituir equipa com o argentino Tute Ostiglia, a
partir de julho. A publicitária diz que teve sorte porque entrou na
lista sugerida pela Y&R Portugal. Mas na verdade, se referências
de pares faltassem, o trabalho desenvolvido como presidente do Clube
dos Criativos
, nomeadamente no festival deste ano, seria um argumento
de peso.

“Depois seguiu-se o processo normal: três entrevistas, uma
delas com o Tony Granger [diretor criativo global da Y&R], que
estava de passagem por Lisboa”, conta a também diretora criativa
da Lintas.

Diz que não levou muito tempo a aceitar o convite do seu novo
presidente, Fernando Ocana, uma vez que “trazia uma grande mudança,
mas sobretudo um grande desafio e boas perspetivas”. De mais
dinheiro? “De aprender, evoluir, de me desafiar para cumprir
objetivos diferentes e maiores”, frisa. E num mercado publicitário
também em crise. “O contexto é muito parecido [com o português]:
menos investimento em mass media, fees cortados às agências”, diz
a criativa.

Para Susana Albuquerque só resta trabalhar mais por menos
dinheiro, com a grande diferença de Espanha ser um mercado maior.
“Por isso mesmo com mais oportunidades. Pelo menos para mim será
uma grande oportunidade de aprender”, reforça a nova diretora
criativa da Tapsa/Y&R Madrid.

Vai gerir uma equipa maior e voltar a trabalhar para uma
multinacional. Por isso, vai ter de “voltar a provar do zero,
dominar uma nova língua, para além do grande desafio da mudança
familiar”, referindo-se ao marido e filhas que leva consigo.

E como será partilhar a gestão criativa com uma pessoa nova,
embora esteja na agência há mais de dez anos? “É um excelente
criativo e parece-me uma excelente pessoa. Como eu, prefere partilhar
a direção criativa”, pelo que “acho que nos vamos entender
bem”.

E é bom que se deem bem, pois à sua responsabilidade como
clientes estão alguns dos maiores anunciantes de Espanha: Iberdrola,
cerveja Reina, 11822/Telefónica, Movistar, G-tech, Fundacion
Telefonica, Gol, Ausonia, Dodot, Opel e Cinfa.

“O meu objetivo é manter o índice de felicidade dos clientes
com o trabalho criativo da agência – que é grande – e ajudar a
ganhar novos clientes. De preferência, ganhando prémios com bom
trabalho”, define Susana Albuquerque.

Mesmo ainda sendo cedo para perceber como funciona o consumidor
espanhol, Susana Albuquerque arrisca: “Acima de tudo são pessoas,
e há sempre algo de universal nas melhores ideias.”

Questionada sobre se vai levar alguém consigo para a Tapsa Y&R,
a publicitária portuguesa, responde que “por enquanto não”,
pois tem de conhecer melhor a agência e as suas necessidades. Mas
não há que negar que cada vez mais criativos estão a ser
requisitados por agências de fora. “A ambição, a vontade de nos
superarmos e uma curiosidade constante por aprender e viver coisas
novas são qualidades óbvias” para Susana Albuquerque. Tanto mais
quando se trata da carreira de um criativo e, “infelizmente, neste
momento Portugal não é um terreno muito fértil para esse
campeonato”. Apesar de haver muita gente a fazer bom trabalho,
ressalva. “Há muito talento que sai e ganha um palco maior, como o
Hugo Veiga, o João Coutinho, o Paulo Martins, o Zé Ricardo Cabaço”,
destaca a criativa portuguesa.

A esta lista há que juntar outros criativos que foram embora
durante o último ano: Rui Vieira, diretor criativo da FullSix, que
assumiu a direção criativa da AKQA Amesterdão; Jorge Teixeira,
diretor criativo da agência digital Excentric, que assumiu a direção
criativa da Havas Digital, em São Paulo; ou, mais recentemente,
Frederico Roberto, da Brandia Central, que rumou à agência Inferno,
em Londres.

E haverá mais certamente. “Mas felizmente há muita gente que
fica e que continua a provar que Portugal vale a pena”, remata
Susana Albuquerque.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Tony Dias/Global Imagens)

Consumo dispara e bate subida de rendimentos

Hotéis de Lisboa esgotaram

“Grandes” eventos impulsionaram aumento dos preços na hotelaria em junho

TIAGO PETINGA/LUSA

Motoristas mantêm greve. “Vamos fazer diligências até chegarmos ao diálogo”

Outros conteúdos GMG
Patroa dos criativos ruma a Espanha