Portugal à venda no Brasil. Este é um país “legal para você viajar”

ng3093114

Depois da geladeira, do televisor e do celular mais moderno, os brasileiros começam a colocar o turismo na sua prateleira de consumo.

Para esta nova classe em ascensão, o Brasil ainda é a primeira opção de destino de viagem, diz ao Dinheiro Vivo Danielle Novis, secretária de Estado do Turismo de Alagoas, estado do Nordeste brasileiro. “Mas depois que começa a viajar um pouco pelo Brasil, quer aventurar-se internacionalmente”, diz a presidente da Fundação CTI Nordeste, uma das principais regiões turísticas do Brasil.

O interesse dos brasileiros em viajar para além-fronteiras é visível no aumento de gastos no mercado externo. De acordo com os dados da Organização Mundial de Turismo, nos últimos oito anos os gastos de turistas brasileiros no estrangeiro cresceram muito: o país saltou da 29.ª posição, em 2005, para a 12.ª em 2012. Só nesse ano gastaram 22 mil milhões de dólares.

É essa classe em ascensão e com poder de compra que o Turismo de Portugal quer cativar. Hoje, o mercado brasileiro já está entre os dez mais relevantes no turismo em Portugal. No ano passado gerou “mais de um milhão de dormidas e 400 milhões de euros em receitas turísticas”, adiantou ao Dinheiro Vivo fonte oficial do Turismo de Portugal. Mas há margem para crescer. Dada a atual fase económica que o país atravessa, o Brasil é visto como um dos “mercados com maior potencial de emissão de turistas para a Europa nos próximos anos”, acrescenta a mesma fonte, justificando assim a vontade de captar mais turistas brasileiros.

E Portugal tem argumentos de peso nesta discussão. A começar pelas “grandes afinidades culturais e linguísticas”, mas também “por questões de segurança”, tornando-se um “destino natural para a primeira viagem na Europa de muitos destes turistas”. O país, argumenta fonte oficial do organismo de promoção turística, “deve capitalizar essas circunstâncias favoráveis com uma posição comercial mais agressiva e próxima do consumidor, sobretudo ao nível dos pontos de venda”.

Até ao fim do ano o Turismo de Portugal pretende investir 500 mil euros para promover o país no mercado brasileiro. A promoção passa pela ação que vai realizar junto das agências de viagens CVC, a FlyTour e a Agaxtur Turismo. Estes são “três dos maiores operadores de outgoing brasileiro para o nosso país”. As ações com as agências de viagens decorrem até junho e estão em “linha com a nova estratégia de direcionar recursos e esforços da promoção para o apoio à venda e concretização de negócios”. Com esta parceria, o Turismo de Portugal acredita que irá “aumentar a visibilidade do país como destino de lazer e de viagens corporate junto dos potenciais viajantes e a concretização de viagens junto de 750 agências de viagens e outros canais de comercialização”. Além da comunicação publicitária sobre Portugal nas agências de viagens, a parceria com estes operadores passa pela realização de “campanhas de incentivo à venda, ações de formação para agentes de viagens sobre aconselhamento e venda do destino”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A Poveira, conserveira. Fotografia: Rui Oliveira / Global Imagens

Procura de bens essenciais dispara e fábricas reforçam produção ao limite

Fotografia: Regis Duvignau/Reuters

Quase 32 mil empresas recorrem ao lay-off. 552 mil trabalhadores em casa

coronavírus em Portugal (covid-19) corona vírus

266 mortos e 10 524 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Portugal à venda no Brasil. Este é um país “legal para você viajar”