compras online

Portugueses gastaram 678 milhões de euros em compras online em 2011

Vítor Bento
Vítor Bento

Os portugueses gastaram 678 milhões de euros em compras pela Internet em 2011, correspondentes a 8,4 milhões de transações e a 1,2% do total das compras pagas com cartão bancário.

Os dados foram hoje avançados pelo presidente da Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS), Vítor Bento, e constam no relatório ‘SIBS Market Report’, o primeiro a divulgar os valores reais do sector dos pagamentos e que passará a ser divulgado semestralmente.

Vítor Bento adiantou também que no ano passado o total das compras pagas com recurso a cartão bancário situou-se nos 29 mil milhões de euros, correspondentes a mais de 723 milhões de compras.

O responsável afirmou que, embora as compras online tenham vindo a ter “uma evolução notória” face a 2007, ainda “são marginais face ao total de transações, circunscrevendo-se a um nicho da população portuguesa”.

Já o valor médio das compras online “é superior ao dobro do valor médio das compras presenciais”, tendo em conta que há muitas compras de viagens e pacotes de férias, cujo valor unitário é elevado.

As compras feitas em companhias aéreas têm um valor médio de 235 euros e as compras em agências de viagens um valor médio de 222 euros, adiantou ainda Vítor Bento.

O responsável adiantou que a maioria das compras é feita em sites estrangeiros, sobretudo nos países anglo-saxónicos como o Reino Unido, Estados Unidos e Irlanda, mas também no Luxemburgo, onde estão sediados os comerciantes líderes em vendas online.

Para Vítor Bento, as compras na Internet “apresentam uma tendência irreversível de crescimento a nível global”, com Portugal a acompanhar “de forma positiva”.

“As compras online poderão crescer a um ritmo mais rápido com a adoção generalizada de pagamentos móveis”, disse Vítor Bento, estando a SIBS a desenvolver plataformas de pagamentos sem contacto, mas com cartão, que irão ser disponibilizados ao público, como a tecnologia NFC (Near Fiel Comunication), cujo piloto deverá ser iniciado no próximo ano.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Trump Xi China

Trump ameaça China. “Não precisamos deles, esta é uma grande oportunidade”

Emmanuel Macron, presidente francês. Fotografia: Direitos Reservados

Fogos na Amazónia: França e Irlanda ameaçam bloquear acordo com Mercosul

O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, intervém durante uma conferência de imprensa para fazer o ponto de situação sobre a crise energética, no Ministério do Ambiente e da Transição Energética, em Lisboa, 13 de agosto de 2019. JOÃO RELVAS / LUSA

Ministro do Ambiente: “Há cada vez mais condições” para que greve não aconteça

Outros conteúdos GMG
Portugueses gastaram 678 milhões de euros em compras online em 2011