gin

Primeiro gin do Douro é lançado em Tabuaço

ng4368957

O primeiro gin totalmente produzido no Douro vai ser lançado por dois empreendedores que decidiram criar em Tabuaço, no norte do distrito de Viseu, uma empresa de onde saíssem produtos diferentes para o mercado.

O enólogo Edgar Rocha e o engenheiro químico Miguel Guedes usaram a experiência em destilados que adquiriram noutras empresas e criaram o gin Cobalto – 17 Douro, o primeiro produto da Cobalto Douro Lda.

“É completamente diferente de outros tipos de gin. Todos têm uma base de zimbro, o nosso também, mas depois, no fim de boca e de aroma, são completamente diferentes”, explicou à agência Lusa Edgar Rocha.

O aroma frutado fica a dever-se ao uso de duas frutas, a pera e a uva da casta Tinta Amarela, a frescura à hortelã-pimenta e à lúcia-lima, e “o sabor na boca ao cardamomo”, acrescentou.

Segundo Edgar Rocha, a ideia era lançar um outro produto para a época de natal, mas começam a sentir-se as limitações de tempo, “porque o gin está a ser aprovado por muita gente e já há alguns distribuidores estrangeiros interessados”.

Apesar de o lançamento ser hoje, nos últimos tempos os dois sócios deram amostras do novo gin a provar a pessoas que trabalham com esta bebida.

“Já temos duas encomendas feitas de cerca de 1.800 garrafas para Portugal e mais para o exterior, em princípio para a Alemanha, a Letónia e a Lituânia”, contou.

Edgar Rocha prevê que, em julho, possam ser produzidas entre cinco a seis mil garrafas de gin Cobalto – 17 Douro só para Portugal.

Além de Edgar Rocha e Miguel Guedes, a empresa Cobalto Douro Lda. tem mais dois trabalhadores.

“É tudo feito pelo método tradicional, até o engarrafamento e rotulagem são manuais”, contou.

O enólogo explicou que o gin tónico é uma bebida que “está na moda em Portugal e na Espanha e entrou também já na Grécia e em Itália”.

“Queremos muito chegar aos países do centro e do leste da Europa, porque é um mercado que estabiliza durante muito tempo”, afirmou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

NUNO VEIGA / LUSA

Governo apresentou queixa contra 21 pedreiras em incumprimento

Outros conteúdos GMG
Primeiro gin do Douro é lançado em Tabuaço