Publicis nega conversações para a compra do grupo de comunicação Interpublic

Maurice Lévy
Maurice Lévy

O grupo Publicis negou estar a trabalhar com um grupo de bancos para avançar com uma oferta de aquisição de 6 mil milhões de dólares do grupo Interpublic.

A notícia tinha sido avançada na sexta-feira pelo blogue Alphaville, do Financial Times, que afirmava que o negócio, que vinha a ser preparado nos últimos seis meses, seria na ordem dos 15 dólares por ação.

No fim-de-semana, o grupo liderado por Maurice Lévy emitiu um comunicado negando “estar envolvido em qualquer discussão com a Interpublic e confirma que não entregou a qualquer banco a realização de tais discussões”.

O mercado tem assistido a alguma especulação em torno de um eventual negócio entre o grupo francês e a Interpublic, rumores impulsionados pela ideia de que Maurice Lévy gostaria de encerrar o seu longo mandato à frente da Publicis deixando a sua marca. A partir de setembro a Publicis começa a procurar uma figura para preencher o lugar que Lévy irá deixar vago.

A Publicis e a Interpublic são os terceiros e quartos maiores grupos a nível mundial. Em Portugal, o grupo Publicis detém as agências de publicidade Publicis, Leo Burnett e ARC, bem como as agências de meios ZenithOptimedia e Starcom MediaVest. Já a Interpublic marca presença no mercado nacional com as agências de publicidade McCann Erickson, DrafFCB e o grupo de agências de meios Initiative, BrandConnection e UM.

O quinto maior grupo, a Dentsu do Japão, está prestes a concluir a compra do grupo Aegis (que detém a Carat), colocando-o no patamar em termos de dimensão da Interpublic.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: JOAO RELVAS / LUSA

Desemprego registado volta a crescer em agosto, supera 409 mil inscrições

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

AL perdeu quase 3000 casas em Lisboa e Porto. Oferta para arrendar cresce

Manuel Heitor, ministro do Ensino Superior.
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)

Alunos vão pagar até 285 euros para ficar em hotéis e alojamento local

Publicis nega conversações para a compra do grupo de comunicação Interpublic