Quer ter sucesso no crowdfunding? Não use estas palavras

ng3097238

O que faz um projeto em busca de financiamento ter sucesso em plataformas de crowdfunding como o Kickstarter? Propor um produto com tecnologia de ponta?

A resposta pode estar em algo mais simples: no verbo. Ou seja, na forma como faz a apresentação do projeto e nas palavras que usa para convencer potenciais investidores a apostar no seu produto.

Leia também: Kickstarter chega aos 100 mil projetos financiados. Mais de 500 milhões de dólares

Dois investigadores do Georgia Institute of Technology em Atlanta, Tanushree Mitra e Eric Gilbert, questionaram-se sobre o que ditou o sucesso de um projeto como o Plebble, relógio misto de smartphone que sincroniza com as redes sociais? Pedia 100 mil dólares e acabou por angariar 10 milhões de dólares junto a mais de 68 mil pessoas. Foi o projeto que mais investimento angariou no Kickstarter em 2013, plataforma que só o ano passado conseguiu angariar mais de 500 milhões de dólares.

Para isso analisaram as propostas de mais de 45 mil projetos presentes no Kickstarter em 2012 (dos quais 52% obtiveram financiamento) e 9 milhões de frases usadas para persuadir os investidores.

Leia ainda: Pebble. O relógio que é um smartphone nasceu com a vontade de muitos

A conclusão? Não faça os potenciais investidores sentirem-se culpados se não colocarem dinheiro no seu projeto. Melhor prometa-lhes recompensas caso o façam. E não têm de ser prémios avultados, ofertas de T-shirts ou descontos também funcionam.

“As campanhas que seguem o conceito de reciprocidade – isto é, que oferecem um prémio por uma garantia – geram o maior nível de financiamento”, diz Eric Gilbert, citado pelo New Scientist.

Por outro lado, frases que sugerem que o projeto pode ficar em perigo se os investidores não avançarem com dinheiro repelem os potenciais doadores. Frases como “um dólar aquém” ou “apenas um dólar” são de evitar já que transmite a ideia de que os autores do projeto estão a suplicar por dinheiro, alertam os investigadores.

Deixar de fora a palavra ‘verde’ ou ‘ecológico’, dizem outros analistas, pode também determinar o fracasso da proposta feita aos investidores, sobretudo junto a um público amigo do ambiente como o da Kickstarter.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O sismo da Terceira de 1980
(Arquivo DN)

Risco de sismo é real. Seguradores querem fundo prioritário no próximo governo

O sismo da Terceira de 1980
(Arquivo DN)

Risco de sismo é real. Seguradores querem fundo prioritário no próximo governo

João Galamba, Secretário de Estado da Energia 
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)

João Galamba: “Há diferença entre encontrar rendas excessivas e cortá-las”

Outros conteúdos GMG
Quer ter sucesso no crowdfunding? Não use estas palavras