Santa Casa da Misericórdia

Santa Casa lança apostas hípicas

Edmundo Martinho (Santa Casa) e Daniel Proença de Carvalho no encontro Top Advertiser, no Olissipo Lapa Palace, em Lisboa, que reuniu os maiores anunciantes da GMG no dia 6.
(Gonçalo Villaverde / Global Imagens)
Edmundo Martinho (Santa Casa) e Daniel Proença de Carvalho no encontro Top Advertiser, no Olissipo Lapa Palace, em Lisboa, que reuniu os maiores anunciantes da GMG no dia 6. (Gonçalo Villaverde / Global Imagens)

Um centro de saúde oral gratuito, outro de cirurgia pediátrica e mil camas para idosos são projetos para avançar neste ano.

Com um orçamento de 200 milhões de euros para gerir em 2019, o provedor da Santa Casa da Misericórdia, Edmundo Martinho, tem vários projetos para lançar ao longo do ano, desde o setor dos jogos às áreas da saúde. Para breve está prevista a abertura de um centro de saúde oral gratuito para os jovens até aos 18 anos. Edmundo Martinho revelou ao Dinheiro Vivo, à margem do evento Top Advertiser 2018, que esta unidade deverá estar operacional dentro de dois meses.

Outro exemplo relevante na área da saúde é a abertura de um bloco de cirurgia ortopédica infantil na Parede, junto às instalações do Hospital de Sant’Ana. Aquelas duas opções de investimento são justificadas pelo reconhecimento de “uma lacuna e uma insuficiência na resposta do sistema nacional de saúde nestas duas áreas em particular”.

Na mesma lógica de levar soluções onde elas falham, e porque a população de Lisboa está cada vez mais envelhecida, “vamos intensificar o esforço no apoio à terceira idade”, anunciou o provedor. Um exemplo desse esforço consiste num projeto juntamente com a Câmara Municipal de Lisboa, para apoiar a instalação de mil camas para doentes em cuidados continuados.

No segmento dos jogos, a Santa Casa prepara-se para lançar as apostas hípicas. Neste ano, quatro anos após a legislação respetiva ter sido aprovada, as apostas nas corridas de cavalos vão chegar finalmente a Portugal, revelou.

Sobre a parceria com o GMG no projeto Pessoas e Causas, Edmundo Martinho considera que “este é o tipo de parceria em que ambos ganhamos e é um estímulo para que outros projetos possam acontecer e que mais pessoas saibam que podem pedir ajuda e obtê-la”. Por outro lado, o provedor considera que “tem o mérito de despertar a atenção de outros meios de comunicação social para estas realidades”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Imagem de 2016 sobre as filas no atendimento para obter o passe do Metro, esta tarde na estação do Campo Grande em Lisboa. 
( Pedro Rocha / Global Imagens )

Passe Família já pode ser pedido. Mas prepare-se para a burocracia

Imagem de 2016 sobre as filas no atendimento para obter o passe do Metro, esta tarde na estação do Campo Grande em Lisboa. 
( Pedro Rocha / Global Imagens )

Passe Família já pode ser pedido. Mas prepare-se para a burocracia

Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

Programa Regressar arranca. Governo dá incentivo até 6500 euros a emigrantes

Outros conteúdos GMG
Santa Casa lança apostas hípicas