Há vida para além da PUB

São Jorge. Há dois homens da pub neste filme. Sabe quem são?

Sao_jorge4

Desde 2006 que Marco Martins não participava no festival internacional de cinema italiano.

São Jorge é o único filme português escolhido para integrar a seleção oficial do Festival Internacional de Cinema de Veneza, que decorre entre 31 de agosto a 1o de setembro. E tem argumento e realização de dois homens da publicidade.

O filme, que compete na seção Orizzonti, conta com o contributo de dois nomes conhecidos da publicidade. Marco Martins, realizador da Ministério dos Filmes, veste a dupla pele de realizador e argumentista num argumento que coassina com outro criativo português: Ricardo Adolfo, diretor criativo na Ogilvy de Tóquio. O criativo português está há cerca de quatro anos no Japão, depois de vários anos em Amesterdão. Na edição deste ano do Cannes Lions ganhou um Leão de Ouro com a campanha criada para a ONG Refugees International Japan com a Refugee Collection.

SaoJorge2

Ricardo Adolfo é também escritor. De contos como Os Chouriços são todos para Assar (2003), Mizé-Antes Galdéria do que Normal e Remediada (2006) ou Depois de Morrer Aconteceram-me muitas Coisas (2009). Tóquio Vive Longe da Terra é a sua obra mais recente.

São Jorge marca o regresso de Marco Martins ao festival de cinema italiano, depois da sua última participação em 2006 com a curta-metragem Um Ano Mais Longo. O filme, que conta a história de um boxeur que nos anos de troika em Portugal acaba por trabalhar em cobranças difíceis, reúne igualmente o realizador a Nuno Lopes.

SaoJorge1

O realizador e o ator trabalharam juntos em Alice (2005) e desde então não mais pararam de colaborar, no teatro, onde têm um grupo e já fizeram cinco peças, e mais recentemente na publicidade.

Marco Martins tem assinado as últimas campanhas da NOS, inclusive a UMA que deu a conhecer o ator como a cara da operadora. Esta segunda-feira a operadora arranca com a nova campanha para a aplicação de TV, tendo também Nuno Lopes como protagonista.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

BCP

BCP propõe distribuir 30 milhões em dividendos

Miguel Maya, CEO do Millennium Bcp.
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Lucro do BCP sobe mais de 60% para 300 milhões em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
São Jorge. Há dois homens da pub neste filme. Sabe quem são?