Dados pessoais na rede: se não autorizou, é intrusão