Campanha

Serenatas? Faixas em aviões? Experimente sinais de luz

EDP spot

A nova campanha institucional da EDP conta uma história sobre sinais de luz e a empresa quer que toda a gente possa enviar os seus.

Telegramas cantados, cartas e postais, chocotelegramas, faixas em aviões e serenatas. Quando se trata de fazer uma surpresa a alguém, muitas vezes um simples sms não chega e é preciso recorrer a alternativas.

Mas se se considerar que os telegramas são caros, que as cartas demoram muito tempo, que as faixas em aviões são só mesmo uma coisa da praia e que não há mesmo jeito nenhum para cantar à janela então pode-se sempre experimentar os sinais de luz.

A ideia é da EDP, é de graça, e baseia-se no novo anúncio institucional lançado esta semana para celebrar os 40 anos da empresa.

Ele conta a história de um casal que se conheceu em criança – e mais tarde se apaixonou, casou e teve filhos – precisamente a enviar sinais de luz à distância, ou seja, a usar o código morse através da luz, acendendo e apagando um candeeiro ou uma lâmpada.

Não, não é preciso saber código morse e não, a EDP não montou nenhum holofote gigante direcionado para o céu como o do Batman. Basta ir a este microsite, escolher a mensagem que se quer enviar e se vai ser entregue por e-mail ou no Facebook (neste caso é capaz de aumentar o fator surpresa).

Há seis mensagens pré definidas e são todas variadas, desde “Lembrei-me de ti, porque és especial” ao simples “Tomamos café hoje?”. E há ainda a possibilidade de personalizar a mensagem, até ao máximo de 40 carateres. Como é gratuito, podem enviar-se quantas se quiser.

O destinatário recebe depois uma espécie de vídeo onde vai aparecendo a mensagem à medida que uma luz acende e apaga.

Mas nada como experimentar para ver o efeito. Quem sabe ainda se vai apaixonar.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: JOAO RELVAS / LUSA

Desemprego registado volta a crescer em agosto, supera 409 mil inscrições

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

AL perdeu quase 3000 casas em Lisboa e Porto. Oferta para arrendar cresce

Manuel Heitor, ministro do Ensino Superior.
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)

Alunos vão pagar até 285 euros para ficar em hotéis e alojamento local

Serenatas? Faixas em aviões? Experimente sinais de luz