WhatsApp

Skype e WhatsApp são as apps preferidas dos portugueses no trabalho

O Skype e o WhatsApp são as apps preferidas dos portugueses.
O Skype e o WhatsApp são as apps preferidas dos portugueses.

A Regus, líder mundial em soluções de espaço de trabalho flexíveis fez um estudo onde convidou os entrevistados a

Com o número crescente de profissionais que trabalham fora do escritório principal, o uso de ferramentas de trabalho remoto também tem aumentado.

De acordo com o estudo realizado com mais de 44 mil profissionais em mais de 100 países, 86% dos colaboradores confirmam ter utilizado pelo menos uma ferramenta que permite trabalhar à distância no último mês.

Para os portugueses, as aplicações mais populares são o Skype (82,1%) e o WhatsApp (60,4%) seguido pelo Facebook Messenger (58%) e Viber (28,3%). Os entrevistados asseguram utilizarem-nas pelo menos uma vez por mês.

A partilha de documentos também é vista como um dos maiores obstáculos. Com mais pessoas a desempenharem tarefas em simultâneo foram criadas várias ferramentas destinadas a tornar mais fácil o acesso aos documentos e ao ambiente de trabalho. Neste âmbito, os profissionais portugueses destacaram a Dropbox (75,4%), Google Drive (56,9%), WeTransfer (56,4%), e TeamViewer (45%).

Jorge Valdeira, Country Manager da Regus Portugal, afirma “Com cada vez mais empresas a oferecer aos colaboradores a oportunidade de trabalhar remotamente, as ferramentas online estão a ajudar a superar alguns dos obstáculos tradicionalmente associados ao trabalho fora do escritório.”

A pesquisa foi gerida e administrada pela empresa independente de estudos de mercado MindMetre Research.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Estações do Metro do Porto não têm cancelas, o que dificulta o controlo da validação dos passes. ( Igor Martins / Global Imagens )

Metro do Porto e Carris reforçam fiscalização em ano de novos passes

Fotografia: Diana Quintela/Global Imagens

Bancos que ajudaram Concorrência mais vulneráveis a pedidos de indemnização

Foto: REUTERS/Leah Millis

“Zuck está sentado em montanha de dados pessoais”. E segue-se “mudança radical”

Outros conteúdos GMG
Skype e WhatsApp são as apps preferidas dos portugueses no trabalho