Tiago Viegas lança The Hotel. “Para quem trabalha connosco ser feliz”

ng3097462

Nasceu na Pensão Amor em Lisboa, mas chama-se The Hotel. “A história do patinho feio que nasceu da pensão para ser um The Hotel.”

A nova agência têm os ex-Brandia Central Tiago Viegas e Helder Monteiro como sócios e um mote. Este The Hotel quer ser “uma agência de projetos e não de contas, para que quem trabalha aqui e trabalha connosco ser feliz”.

Uma agência de projetos e não de contas porque, diz ao Dinheiro Vivo Tiago Viegas, a ideia é manter uma estrutura enxuta onde se vai buscar ao mercado “as melhores pessoas, agências ou ateliers” para responder ao desafio colocado pelo projeto.

“A existência de contas obriga a uma estrutura e isso cria a preocupação de ter de a agilizar e rentabilizar as pessoas”, diz Tiago Viegas, publicitário que fez o seu percurso em grandes agências como a BBDO e, mais recentemente, a Brandia Central. Trabalhando na lógica do projeto há a vantagem, reforça, de “irmos buscar as melhores pessoas para o projeto”. “Não há custos que não sejam os estritamente necessários para o projeto”, acrescenta.

A relação com o cliente não se baseia, portanto, numa lógica permanente mantida através de um fee mensal. E daí também o nome da nova agência. The Hotel porque “podemos ir várias vezes à mesma cidade, mas não temos de comprar casa. Podemos alugar pelo tempo que for necessário”.

Tiago Viegas recusa a ideia de que este é um The Hotel low cost. “É um hotel de excelência que presta um serviço impecável”, começa por reforçar. “Não quer dizer que seja low cost, mas como não temos uma estrutura [fixa], conseguimos ser competitivos. Não há um absurdo de custos desajustados e que não aportam valor ao projeto propriamente dito”, sintetiza.

O The Hotel quer crescer no futuro, mas nunca será uma cadeia. Será sempre, garante Tiago Viegas, um “hotel boutique”. O crescimento será feito através da entrada de novos sócios com capacidade de coordenar e gerir projetos. Em The Hotel os sócios, explica o criativo, são responsáveis diretos por cada um dos projetos, sendo que o cliente fala diretamente com os gestore do The Hotel, sem intermediários.

The Hotel tem capacidade de oferecer serviços na área da comunicação, garante Tiago Viegas, já que vai os especialistas que necessita para levar a bom porto os projetos. Neste momento já trabalham o digital do IKEA e a internacionalização da marca Nutri ventures.

“O objetivo é até ao final do ano faturar entre os 400 e 500 mil euros”, diz Viegas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
boris johnson brexit

Brexit: Um acordo que responde “às circunstâncias únicas da Irlanda”

Álvaro Santos Pereira, ex-ministro da Economia, na comissão de inquérito do Parlamento sobre as rendas excessivas da eletricidade, Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Álvaro Santos Pereira ataca “corporativismo” de notários, advogados e arquitetos

Álvaro Santos Pereira, ex-ministro da Economia, na comissão de inquérito do Parlamento sobre as rendas excessivas da eletricidade, Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Álvaro Santos Pereira ataca “corporativismo” de notários, advogados e arquitetos

Outros conteúdos GMG
Tiago Viegas lança The Hotel. “Para quem trabalha connosco ser feliz”