Ciência

Vem aí o Expresso Lunar: EUA autorizam empresa privada a ir à lua

Foto: DR
Foto: DR

Uma empresa privada recebeu luz verde da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos para ir à lua

“Pela primeira vez na história das viagens espaciais, uma empresa privada vai deixar este mundo e explorar outro.”

Foi assim que o projeto “Moon Express” comunicou esta quarta-feira a decisão da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA), que de forma inédita autorizou uma empresa privada a realizar uma viagem espacial.

A decisão histórica vai permitir à MoonEx sair da órbita da Terra e aterrar na lua já no próximo ano, “dando início a uma nova era de descoberta e exploração comercial da lua, e desbloqueando o imenso potencial de valiosos recursos lunares”, sublinha a empresa sediada na Florida.

A Moon Express obteve o parecer positivo da Casa Branca, da NASA, do Departamento de Estado norte-americano e de outras agências federais, depois de ter enviado uma candidatura a 8 de abril deste ano.

Até hoje os voos espaciais estavam reservados a programas governamentais, pelo que a decisão da FAA abre um importante precedente na história da exploração do espaço.

A Moon Express reconhece as “monumentais implicações” do programa no que toca ao avanço tecnológico e científico, e admite explorar a vertente comercial do projeto.

“Temos agora liberdade para explorar o oitavo continente da Terra, a lua, em busca de conhecimento e de recursos para expandir a esfera económica da Terra para benefício de toda a Humanidade”, declarou Bob Richards, CEO e fundador do projeto.

Petróleo na lua

A MoonEx considera que a recente descoberta de água na lua pode mudar o futuro do planeta Terra. “A água é o petróleo do sistema solar e a lua passou a ser um posto de abastecimento no céu”, salienta Bob Richards.

Para Naveen Jain, cofundador do projeto e chairman da MoonEx, “as viagens no espaço são o único caminho para assegurar a nossa sobrevivência e criar um futuro sem limites para os nosso filhos”.

O empresário antevê que dentro de 15 anos a lua será uma parte importante da economia do planeta Terra e “potencialmente, a nossa segunda casa”.

Já nas primeiras viagens a Moon Express pretende trazer para a Terra “recursos preciosos” como metais e rochas lunares.

A Moon Express foi criada em 2010 por Bob Richards, Naveen Jain e Barney Pell. Nos últimos anos os três empreendedores dedicaram-se a desenvolver um veículo espacial que promete reduzir ao máximo os custos das viagens.

O primeiro robot tem o tamanho de uma mala de viagem e vai ficar na lua durante duas semanas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gustavo Bom/Global Imagens

Não conseguiu validar as faturas para o IRS? Contribuintes têm mais um dia

O ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação das obras de arte da coleção BPN, agora integradas na Coleção do Estado, no Forte de Sacavém. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Fundo de Resolução já pagou em juros 530 milhões ao Estado e 90 milhões a bancos

(Filipe Amorim / Global Imagens)

Venda do Novo Banco é “um não-assunto” para o Fundo de Resolução

Vem aí o Expresso Lunar: EUA autorizam empresa privada a ir à lua