Arte

Vhils estreia técnica de explosão vertical em estátua de pescador em Cascais

Os artistas urbanos Alexandre Farto, conhecido por Vhils, e Pedro Pires doaram a Cascais a estátua de um pescador, criada a partir de nova técnica.

Os artistas urbanos Alexandre Farto, conhecido por Vhils, e Pedro Pires doaram a Cascais a estátua de um pescador, criada a partir de uma nova técnica, explosão vertical, numa obra que pretende ficar na memória da vila.

“Terra Mar” é o nome da obra que, a partir de hoje, pode ser vista à porta do Centro Cultural de Cascais e que está assinada por Alexandre Farto e Pedro Pires, dois artistas urbanos que se inspiraram numa fotografia antiga, retirada do Arquivo Histórico Municipal, de um pescador a fumar um cachimbo.

Alexandre Farto, aka Vhils. Fotografia: Paulo Spranger/Global Imagens

Alexandre Farto, aka Vhils. Fotografia: Paulo Spranger/Global Imagens

“A nossa preocupação foi encontrar um símbolo de Cascais que pudesse ser a imagem da vila e que perdurasse na memória”, disse Pedro Pires, na apresentação da obra.

Pesa cinco toneladas, é uma placa em ferro e foi feita a partir de uma técnica inédita, a explosão vertical.

“Escavámos a terra, colocámos a placa de ferro no chão com algumas falhas, as visíveis, e depois com pequenos explosivos a terra saltou e criou esta imagem”, contou Alexandre Farto.

De acordo com o artista, a obra demorou cerca de três meses, “mais do que é normal por ser uma técnica inédita”.

Com vários projetos já em cima da mesa, Vhils assumiu contudo que tem de “parar um bocado para descansar” para regressar e por mãos às obras de arte.

Para o vice-presidente da Câmara de Cascais, Miguel Pinto Luz, a nova estátua, agora incluída no Bairro dos Museus, é recebida com “enorme satisfação”, por ser da autoria de artistas urbanos de referência internacional.

“Ter uma peça do Vhils, que é o artista contemporâneo urbano mais conhecido no mundo, faz todo o sentido e esta estátua vai ao encontro da identidade de Cascais e até por isso tem enorme importância, pela ligação à nossa terra”, sustentou.

Miguel Pinto Luz sublinhou ainda que o Bairro dos Museus pretende ser muito mais aberto ao exterior.

“Não queremos que seja associado ao espaço interior dos museus. Queremos que seja aberto ao exterior e essa vai continuar a ser a nossa aposta”, concluiu.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Vhils estreia técnica de explosão vertical em estátua de pescador em Cascais