Solidariedade

Os Prémios de Voluntariado estão mais dinâmicos este ano

“Deixa a tua tag” é o lema da campanha PVU que sai à estrada na segunda-feira para cativar jovens a lançar projetos solidários e a candidatarem-se aos PVU
“Deixa a tua tag” é o lema da campanha PVU que sai à estrada na segunda-feira para cativar jovens a lançar projetos solidários e a candidatarem-se aos PVU

Sob o lema “Deixa a tua tag” a campanha PVU vai ter por conceitos associados arte urbana, como o graffiti. Candidaturas abertas até 12 de outubro

A partir de segunda-feira, 17 de setembro, a 3.ª edição dos Prémios de Voluntariado Universitário (PVU) vai sair à estrada. A campanha tem por objetivo cativar mais estudantes e universidades a desenvolverem projetos de solidariedade social, assentes no voluntariado. E, de caminho, podem sempre pôr à prova a sua ideia candidatando-se às vantagens atribuídas pelos troféus criados pelo programa Santander Universidades, cujas candidaturas estão em curso até 12 de outubro, na sua página oficial.

Pensada para apelar sobretudo à camada jovem universitária, a campanha vai lançar o convite “Deixa a tua tag” e aceita que os estudantes se envolvam quer fisicamente, quer através de ações digitais na promoção do voluntariado e dos prémios. O objetivo é incentivar os jovens a usar a sua natural rebeldia de uma forma positiva, recorrendo a diversas formas de arte urbana, como o graffiti, para divulgar a importância da ação social voluntária e atuar de modo a deixar uma marca positiva nos outros e no mundo e a sentirem-se autorrealizados.

O roadshow dos Prémios de Voluntariado Universitário começa pela Universidade da Beira Interior, na Covilhã. Nas suas instalações vão estar, entre as 11h da manhã e as três da tarde, dois elementos afetos ao programa Santander Universidades, bem como embaixadores PVU – participantes ou vencedores das edições anteriores deste galardão –, para dar a conhecer os prémios.

Ao todo a campanha passará por seis instituições do ensino superior do país, sabendo-se já que as seguintes serão a Universidade de Coimbra, a 18 de setembro, a do Porto um dia depois e a do Minho na quinta-feira, dia 20. Além da divulgação dos PVU, o roadshow pretende também angariar mais participantes e fomentar novos projetos, operando uma maior descentralização geográfica das candidaturas – os responsáveis querem projetos vindos de todos os distritos do país e do maior número de universidades possível.

Aliás, uma das metas da iniciativa para este ano é duplicar o número de candidaturas, como admitiu a presidente do júri dos prémios, Cristina Louro, em maio, quando abriram as candidaturas. “Gostaríamos de ter o dobro das candidaturas: pelo menos, 100”, afirmou. “Mas volto a insistir que não é o número de candidaturas, é de onde provêm as candidaturas que é o mais importante”, concluiu.

António Fontainhas Fernandes, além de reitor da UTAD é também membro do júri dos PUV, e garante que os projetos de solidariedade universitária estão a aumentar. FOTO: Diana Quintela / Global Imagens

António Fontainhas Fernandes, além de reitor da UTAD é também membro do júri dos PUV, e garante que os projetos de solidariedade universitária estão a aumentar. FOTO: Diana Quintela / Global Imagens

António Fontainhas Fernandes, reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas e membro do júri do Prémios de Voluntariado 2018, garante que os projetos e ações de solidariedade social dos meios e estudantes universitários têm vindo a aumentar. E nos casos em que essa participação é mais tímida, o responsável garante haver falhas de comunicação. “Tão importante como a ação que desenvolvemos, é comunicar com a comunidade aquilo que estamos a fazer”, disse Fontainhas Fernandes, dando o seu aval à presente campanha de divulgação.

Quanto ao valor e impacto dos PVU, disse o reitor: “A prova da importância do prémio é que os indicadores da última edição mostram que envolveu um amplo leque de candidaturas – estamos a falar de 50 candidaturas –, de diferentes áreas regionais e que mobilizou cerca de 25 mil voluntários em diferentes escalas”.

Os Prémios de Voluntariado Universitário visam distinguir e apoiar o desenvolvimento das melhores práticas de voluntariada universitário a nível local. Este ano, como parte da estratégia de reforço do papel do Banco Santander na projeção das instituições do ensino superior (IES) enquanto atores de solidariedade social, os PVU terão uma nova categoria. Os premiados já não serão só os estudantes e projetos. O galardão de honra “IES + Voluntária” será atribuído pela primeira vez à universidade com maior número de candidaturas aos PVU.

Os restantes prémios serão atribuídos como já é conhecido: à final passam 10 projetos; os três primeiros classificados receberão, cada um, um prémio monetário no valor de 3.000 euros e um ano inteiro de mentoria por um diretor sénior do Santander.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dívida pública está nos 130,3%

Endividamento da economia atinge novo recorde em abril

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva, fala perante a Comissão de Trabalho e Segurança Social, na Assembleia da República, em Lisboa, 26 de junho de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

Mais 93 mil novas pensões atribuídas até julho

Zeinal Bava, ex-PT e Oi

Zeinal Bava faz promessa: “Chegou o momento de esclarecer tudo”

Outros conteúdos GMG
Os Prémios de Voluntariado estão mais dinâmicos este ano