Escolhe a tua carreira

Profissão de que nunca ouviste falar: monitor de equitação do Exército

Monitor Equitacao

Se alias a paixão pelos cavalos ao gosto por uma carreira militar, ser monitor de equitação do exército pode ser a saída profissional ideal para ti

Sabendo que se pede aos estudantes quando são ainda muito jovens – sobretudo no 9º e 12º ano – para fazerem opções que ditam o seu futuro profissional, a plataforma Design the Future, com o apoio do Santander Universidades, decidiu ajudar. Todas as semanas, ao longo dos próximos meses, dará a conhecer profissões diferentes, que não nos ocorrem de imediato, mas que podem ser mesmo a resposta à tua vocação. Desta vez, dá-te a descobrir o que faz um monitor de equitação do Exército.

Se vires o vídeo e consultares a respetiva página da plataforma, vais perceber que este profissional “forma e/ou treina praticantes em todas as etapas de formação desportiva e coordena e supervisiona equipas técnicas de profissionais com o Diploma de Qualificação de Grau I ou II”. Ao monitor de equitação compete ainda “garantir o estado de limpeza das cavalariças, dos equipamentos e dos cavalos, bem como estado de saúde destes últimos”.

Verás ainda que para se ser monitor de equitação do Exército há requisitos mínimos que, entre outros, incluem ter a escolaridade obrigatória e ser praticante de equitação com um mínimo de 2 anos comprovados de participação em provas federadas.

Na página da plataforma Design the Future relativa a esta atividade vais descobrir, além do mais, o perfil ideal que têm de ter este tipo de profissionais e ver onde te podes formar para fazeres desta atividade a tua carreira.

A carregar player...
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
Profissão de que nunca ouviste falar: monitor de equitação do Exército