Escolhe a tua carreira

Profissões de que nunca ouviste falar: engenheiro físico de fusão nuclear

Eng Fisico Fusao Nuclear_Logo

Gostar de Física e de procurar dominar os desafios da fusão nuclear é a chave para que quem seguir esta profissão se sinta realizado com a sua opção

Sabendo que se pede aos estudantes quando são ainda muito jovens – sobretudo no 9º e 12º ano – para fazerem opções que ditam o seu futuro profissional, a plataforma Design the Future, com o apoio do Santander Universidades, decidiu ajudar. Todas as semanas, ao longo dos próximos meses, dará a conhecer profissões diferentes, que não nos ocorrem de imediato, mas que podem ser mesmo a resposta à tua vocação. Desta vez, dá-te a descobrir o que faz um engenheiro físico tecnológico especialista em fusão nuclear.

Se vires o vídeo e consultares a respetiva página da plataforma, vais perceber que este profissional ” investiga e estuda a viabilidade científica e tecnológica da energia de fusão, com vista ao desenvolvimento de fontes de energia seguras, inesgotáveis e ambientalmente responsáveis”. Para isso, é preciso ter uma sólida formação em Física e raciocínio lógico e abstrato.

É da responsabilidade do engenheiro físico tecnológico especialista em fusão nuclear “investigar e resolver problemas tecnológicos, desenvolver espelhos e células solares, novas técnicas de transmissão de informação e dispositivos utilizados em física nuclear de plasma para a obtenção de fusão termonuclear controlada”.

Na página da plataforma Design the Future relativa a esta atividade vais descobrir, além do mais, o perfil ideal que têm de ter este tipo de profissionais e ver onde te podes formar para fazeres desta atividade a tua carreira.

A carregar player...
Já sabes o que queres ser no futuro? Descobre aqui o que é um... Engenheiro Físico Tecnológico especialista em fusão nuclear
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Carlos Costa, Governador do Banco de Portugal. Fotografia: Gustavo Bom / Global Imagens

Carlos Costa avisa para riscos de euforia no mercado imobiliário

Faria de Oliveira, presidente da APB. Fotografia: Diana Quintela/Global Imagens)

Faria de Oliveira: Banca nacional teve legislação mais difícil que pares da UE

Imobiliário

Venda de casas subiu 20% no primeiro semestre

Outros conteúdos GMG
Profissões de que nunca ouviste falar: engenheiro físico de fusão nuclear