prémios

Corrida para ser o “Primeiro de entre os seus pares” já começou

Os Primus Inter Pares  de 2018, (à frente, da esq. para a dta.) Nuno Fonseca, Inês Cunha, João Ramadas, Inês Santos e Guilherme Coelho, junto dos elementos do júri: Pinto Balsemão, Estela Barbot, Raquel Seabra, Vieira Monteiro e António Vitorino, no final da cerimónia de gala da entrega dos prémios. FOT: Orlando ALmeida/Global Imagens
Os Primus Inter Pares de 2018, (à frente, da esq. para a dta.) Nuno Fonseca, Inês Cunha, João Ramadas, Inês Santos e Guilherme Coelho, junto dos elementos do júri: Pinto Balsemão, Estela Barbot, Raquel Seabra, Vieira Monteiro e António Vitorino, no final da cerimónia de gala da entrega dos prémios. FOT: Orlando ALmeida/Global Imagens

Santander Universidades já está à procura de mais 24 novos futuros líderes dispostos a pôr-se à prova concorrendo aos Prémios Primus Inter Pares

É o toque a rebate para os finalistas e mestrandos de Economia, Gestão e Engenharia deste país: as inscrições para os Prémios Primus Inter Pares 2019 já abriram e o prazo decorre até 23 de fevereiro. Há 15 anos que este troféu – a próxima edição será a sua 16ª – atribui aos três melhores candidatos destas áreas de estudo a oportunidade de frequentarem um MBA em escolas de negócio nacionais ou internacionais, financiado pelo programa Santander Universidades.

O método de candidatura não podia ser mais fácil: basta aceder ao site dedicado do Primus Inter Pares, preencher o formulário de candidatura online e juntar os documentos solicitados. Aí, os interessados poderão também consultar o regulamento, ficar a saber mais sobre o prémio, conhecer o júri e os vencedores de edições anteriores e ver notícias com estas relacionadas.

Para já, é importante reter que os estudantes que queiram concorrer têm de ter nacionalidade portuguesa, menos de 26 anos e frequentar o último ano de mestrado, na sequência de uma licenciatura em Gestão de Empresas, Economia ou Engenharia.

Depois, os candidatos passarão por diversas fases de avaliação, que incluirão provas físicas e de equipa para os 24 finalistas apurados. De entre estes serão selecionados os cinco melhores, que passarão a seguir por uma entrevista com o júri do prémio. Por fim, os vencedores serão anunciados numa cerimónia a realizar em junho de 2019.

No final, só três subirão ao pódio que lhes vai garantir um MBA. Na lista de instituições nacionais e internacionais à sua escolha estão: o IESE, em Barcelona; o IE Business School, em Madrid; o Lisbon MBA (Universidade Católica e Universidade NOVA); o ISCTE; o ISEG; e a Porto Business School. Os 4ºs classificados recebem um curso de pós-graduação.

O Prémio Primus Inter Pares é uma iniciativa do Banco Santander e do semanário Expresso, que tem por objetivo “contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de rigor, de profissionalismo e de excelência na gestão de empresas, através da concessão de oportunidades privilegiadas para formação académica complementar”, lê-se em comunicado.

No mesmo documento afirma-se que “o Santander, através do programa Santander Universidades, assume o compromisso de promover as melhores práticas na resposta aos desafios da sociedade portuguesa, sendo já uma referência a nível nacional no que diz respeito à promoção do ensino superior”, colaborando atualmente com 53 universidades e institutos superiores. Pelas suas contas, o banco investe mais de sete milhões de euros por ano na área de Responsabilidade Social e Corporativa, afirma-se.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

fotografia: Luís Costa Carvalho

Corticeira Amorim investe oito milhões e inaugura nova fábrica nos EUA

António Mexia lidera a EDP desde 2005

António Mexia, CEO da EDP, ganhou 6.000 euros por dia em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Corrida para ser o “Primeiro de entre os seus pares” já começou