Comemoração

Politécnico “de Barcelos” volta a abrir portas no ano do seu 1/4 de século

No Open IPCA do ano passado, em dois dias passaram por esta escola superior 1500 estudantes do ensino secundário. FOTO: D.R./IPCA
No Open IPCA do ano passado, em dois dias passaram por esta escola superior 1500 estudantes do ensino secundário. FOTO: D.R./IPCA

Esta é já a 5ª edição do Open IPCA, iniciativa do Politécnico do Cávado e do Ave que, nos dias 8 e 9, vai receber centenas de alunos do secundário

No mesmo ano em que celebra o seu 25º aniversário no ensino superior público – um quarto de século que completará no dia 19 de dezembro –, o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) prepara-se para mais uma ronda de “portas abertas” à comunidade estudantil de diversos distritos nortenhos. Nos próximos dias 8 e 9 de maio, centenas (ou talvez mais de 1.000, a julgar por edições anteriores) de estudantes do ensino secundário poderão visitar o IPCA e participar em atividades, que vão incluir diversas iniciativas do foro tecnológico. O objetivo é proporcionar à futura geração de universitários “um cheirinho” do que os aguarda, se optarem por continuar a estudar.

“O Open IPCA é uma iniciativa que se tem vindo a repetir ao longo dos anos e tem captado cada vez maior interesse por parte dos estudantes do secundário”, afirma a presidente do IPCA, Maria José Fernandes. Para a responsável, “esta iniciativa torna-se fundamental não só na captação de novos estudantes e de potenciais candidatos, mas também na aproximação da academia à sociedade”.

Naqueles dois dias – quarta e quinta-feira –, os (mais) jovens estudantes poderão “viver de perto o ambiente do ensino, da investigação, da vida académica e ficar a conhecer a oferta formativa e as saídas profissionais dos cursos que o IPCA oferece”. Pelo menos, assim descreve o IPCA, em comunicado, esta iniciativa, que é apenas a primeira programada no âmbito das comemorações dos 25 anos do politécnico de Barcelos.

Entre as várias atrações e atividades disponíveis figurará a possibilidade de programar um Sphero (uma bola-robô de controlo remoto) numa pista todo o terreno, “brincar” com o LittleBits – um kit com diversos componentes que proporciona uma maneira fácil de criar um protótipo e aprender com a eletrónica – e até participar em workshops de impressão 3D no processo de prototipagem e design ou produzir uma peça simples de um automóvel no novo edifício do Mechatronics Factory Lab.

O IPCA poi à disposição dos visitantes kits LittleBits, para construírem projetos divertidos e tecnológicos. FOTO: D.R./IPCA

O IPCA põe à disposição dos visitantes kits LittleBits, para construírem projetos divertidos e tecnológicos. FOTO: D.R./IPCA

Na vertente do lazer, além das exposições e da projeção de filmes de animação, os visitantes poderão jogar ao Twister – que pode ser descrito como o “jogo das contorções” – e fazer atividades radicais, como slide e slackline.

Nesta edição do Open IPCA, todas as atividades estão subordinadas ao tema da Sustentabilidade, cujo programa e demais informações estão disponíveis na página do politécnico dedicada à iniciativa.

“Este ano temos um programa mais rico, com mais novidades e estamos à espera de superar as expectativas”, disse a presidente da Comissão Organizadora do Open IPCA 2019. Paula Loureiro recordou que, no ano passado, o IPCA recebeu “cerca de 1500 estudantes do Ensino Secundário, nos dois dias” do Open.

Acompanhados pelos respetivos professores, os alunos visitantes terão ainda a “oportunidade de ser recebidos pelos grupos académicos do IPCA e interagirem com a comunidade estudantil que, além de os ajudar na realização das atividades vão também dar o seu testemunho e esclarecer dúvidas sobre o que é ser estudante no IPCA”, lê-se no comunicado.

Ao todo, são mais de 30 atividades organizadas pelas quatro escolas do IPCA que aguardam pelos alunos de escolas secundárias dos distritos de Braga, Porto, Viana do Castelo e Vila Real.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(TIAGO PETINGA/LUSA)

Procuram-se especialistas para indústria em alto voo

LISBOA, 02/05/2019  - Convidado do programa “A Vida do Dinheiro” - António Bernardo
(João Silva/Global Imagens)

António Bernardo: “O modelo económico e social europeu é um modelo de futuro”

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

Outros conteúdos GMG
Politécnico “de Barcelos” volta a abrir portas no ano do seu 1/4 de século