Sociedade de Informação

Bolsas do Santander apostam nas aptidões digitais dos estudantes

FOTO: D.R. / Creative Commons
FOTO: D.R. / Creative Commons

Candidaturas decorrem até 30 de setembro para um total de 180 estudantes de 15 países.

O programa Santander Universidades está a oferecer 180 bolsas a estudantes de 15 países para lhes proporcionar formação especializada em transformação digital. O prazo de candidatura para estas novas Bolsas Santander – Digital Skills já está em curso e decorre até 30 de setembro. A iniciativa, que foi criada conjuntamente com a IE University (ligada ao Instituto de Empresa espanhol), visa aumentar o grau de empregabilidade dos estudantes e a sua formação em tecnologia e inovação.

O tempo não para e os interessados em refinarem os seus conhecimentos de tecnologia digital de uma forma que lhes sai em conta só têm cerca de duas semanas para concorrerem às novas bolsas. A candidatura terá de ser apresentada online, na página das bolsas do Santander, em formulário próprio.

As bolsas destinam-se a estudantes universitários que frequentem os últimos dois anos do curso e a alunos que tenham realizado licenciatura ou mestrado nos últimos cinco anos. Podem ser estudantes de quaisquer áreas, mas que sejam de um dos seguintes países: Alemanha, Argentina, Brasil, Chile, China, Colômbia, EUA, Espanha, México, Perú, Polónia, Portugal, Porto Rico, Reino Unido e Uruguai.

De entre os candidatos, serão de início selecionados apenas 100 para o programa Santander IE – Digital DNA, que irão receber formação em inglês e espanhol por parte do corpo de docentes da IE School of Human Sciences and Technology, uma das escolas da IE University – cujos campus universitários se situam nas cidades de Segóvia, Salamanca (Castela e Leão) e Madrid.

Os estudantes participarão em dois cursos Hiops (High Impact Online Programs) de cinco semanas cada. O primeiro, Novas Tecnologias para a Inovação, está desenhado para conhecer o impacto da disrupção digital numa perspetiva empresarial e de como as empresas estão a criar vantagens competitivas ao utilizar estas tecnologias.

O segundo, Data Science e Visualização para Negócios, permitirá obter as bases e fundamentos da ciência de dados e uma experiência prática em informação e visualização de dados para poder tomar as melhores decisões no dia-a-dia empresarial.

Depois, dentro dos próximos meses, serão convocadas 80 novas Bolsas Santander para perfis STEM – isto é, com formação em disciplinas de Ciências, Tecnologia, Engenharias ou Matemáticas – também no âmbito da colaboração entre o Banco Santander e a IE Fundação.

Além disso, 30 dos alunos bolseiros irão participar num processo de seleção para realizar estágios profissionais no Banco Santander, tendo depois a possibilidade de passar a integrar a equipa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(REUTERS/Kevin Coombs)

Brexit. Europa avalia nova data para o divórcio: 31 de janeiro de 2020

(REUTERS/Kevin Coombs)

Brexit. Europa avalia nova data para o divórcio: 31 de janeiro de 2020

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República portuguesa. Foto: REUTERS/Benoit Tessier

Marcelo pede mais crescimento. “Este que temos não chega”

Outros conteúdos GMG
Bolsas do Santander apostam nas aptidões digitais dos estudantes