workshop

Santander trouxe “aula” de inovação social à Casa do Impacto

Um momento de maior descontração durante o workshop, em Lisboa. Ao fundo, de pé, Catarina Neves, professora assistente da Nova SBE. Foto: D.R. / Santander Universidades
Um momento de maior descontração durante o workshop, em Lisboa. Ao fundo, de pé, Catarina Neves, professora assistente da Nova SBE. Foto: D.R. / Santander Universidades

Gestão de projetos sociais, microempreendedorismo – ou a arte de bem montar micronegócios – e o 3.º setor em Portugal figuraram no sumário desta aula

Depois de ter passado pelo Porto e por Coimbra, o Workshop de Inovação Social e Empreendedorismo, que é já o terceiro deste ano e partiu da iniciativa do Santander Universidades, chegou no passado dia 4 de outubro a Lisboa. Realizado na Casa do Impacto, o workshop incluiu uma aula de gestão de projetos sociais e uma apresentação sobre o projeto residente da Casa do Impacto, que apoia os microempreendedores a lançarem o seu negócio com menos recursos e riscos.

Para falar, precisamente, do Menos Hub, o projeto residente da casa anfitriã, esteve neste 3º Workshop Frederica Cerqueira. Mas nesta aula especializada, o Santander Universidades contou ainda com a participação de responsáveis de outras empresas, de organizações não-governamentais e professores universitários.

Foi o caso de Catarina Neves, especialista em gestão de organizações sem fins lucrativos e responsabilidade social, que é consultora na Sair da Casca – instituição incumbida da organização do workshop pelo Santander – e professora assistente da Nova School of Business and Economics (SBE). Depois de aflorar o básico sobre gestão de projetos sociais, Catarina Neves fez uma análise sobre o terceiro setor em Portugal (o das instituições sem fins lucrativos) e reflexões sobre a avaliação de impactos.

Presente também esteve João Loureiro, fundador da WACT – We Are Changing Together, “uma organização não-governamental que trabalha em prol do desenvolvimento através da educação”, lê-se na sua página na internet. Loureiro está também ligado à Nova SBE, mas através do Leadership for Impact Center desta universidade, onde o responsável é o atual impact coordinator.

Cristina Almeida “lecionou” em nome da MAZE-Impact, uma empresa de investimento de impacto social, isto é, que trabalha com empreendedores que procuram soluções para problemas sociais e ambientais.

No final, a missão do workshop estava cumprida: dar a quem assistiu noções e ferramentas preliminares para fazer germinar futuros empreendedores comprometidos com a inovação social.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Turistas passeiam na baixa de Quarteira dia 19 de março de 2020. (LUÍS FORRA/LUSA)

Desemprego no Algarve triplica em maio por quebras no turismo

(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

OE Suplementar: Oposição levou 263 propostas a votação, passaram 35

O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

O Orçamento Suplementar em 5 minutos

Santander trouxe “aula” de inovação social à Casa do Impacto