Academia

Mais de 100 Bolsas Santander Futuro lançadas a 21 outubro

Na Universidade de Coimbra serão atribuídas a meia centena de Bolsas Santander Futuro. FOTO: Maria João Gala / Global Imagens
Na Universidade de Coimbra serão atribuídas a meia centena de Bolsas Santander Futuro. FOTO: Maria João Gala / Global Imagens

Estudantes que necessitem de apoio financeiro e estejam a iniciar um curso superior ou o ciclo de mestrado têm até 19 de novembro para se candidatar

O Santander Universidades lança já na próxima segunda-feira, 21 de outubro, o seu novo programa bolsista: desta feita são as Bolsas Santander Futuro 2019/2020. Num valor que pode ascender a mil euros cada uma, as bolsas destinam-se a apoiar universitários que pretendam prosseguir ou terminar os seus estudos no 1.º ou 2.º ciclo – respetivamente, licenciatura e mestrado – dos seus cursos superiores. Nesta fase, estão previstas mais de 100 Bolsas Santander Futuro, sendo que só a Universidade de Coimbra vai distribuir 50 pelos seus alunos.

O período de candidatura está em curso até 19 de novembro. As bolsas têm por objetivo contribuir para a estabilidade financeira do estudante, de modo a potenciar um melhor desempenho escolar dos beneficiários. Por isso, elas visam alunos que necessitem de apoio financeiro, mas pode também abranger casos como o de estudantes deficientes ou que estejam a estudar muito longe de casa.

Além da comprovada necessidade de apoio financeiro, são também critérios exigidos o mérito escolar e a existência de uma matrícula numa instituição do ensino superior.

Após 17 anos a atuar em Portugal, e 22 no estrangeiro, o programa Santander Universidades já percebeu que “a disponibilização de bolsas de estudo tem sido, não só um elemento fundamental para prevenir o abandono do ensino universitário por parte dos bolseiros, como um fator de estabilidade financeira dos estudantes, proporcionador de melhores desempenhos e de sucesso escolar”, divulgou.

A criação deste novo programa de bolsas é justificada, pelo Santander Universidades, pela especial importância atribuída “à criação de oportunidades para estudantes com menores recursos económicos, com necessidades especiais ou integrantes de grupos sociais vulneráveis”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Foto: Paulo Spranger (Global/Imagens)

Fisco deteta erro em 10.000 declarações de IRS e exige devolução de 3,5 milhões

Foto: Paulo Spranger (Global/Imagens)

Fisco deteta erro em 10.000 declarações de IRS e exige devolução de 3,5 milhões

João Cadete de Matos, presidente da Anacom

Fotografia: Vítor Gordo/D.R.

Anacom “considera essencial” redução de preços no acesso à Internet

Outros conteúdos GMG
Mais de 100 Bolsas Santander Futuro lançadas a 21 outubro