Sociedade Digital

Mega-projeto internacional na área tecnológica lançado em Évora

Na cerimónia de lançamento da MetaRed Portugal estiveram presentes os representantes de 39 instituições do ensino superior. FOTO: D.R. /Santander Universidades
Na cerimónia de lançamento da MetaRed Portugal estiveram presentes os representantes de 39 instituições do ensino superior. FOTO: D.R. /Santander Universidades

A transformação digital das universidades afeta todas as suas áreas, pelo que tem de ser tratada em conjunto por todas. A MetaRed propõe-se ajudá-las

Chama-se MetaRed Portugal e acaba de ser lançado – na passada terça-feira, dia 12 – na Universidade de Évora. Trata-se de um projeto colaborativo entre universidades ibero-americanas nas áreas das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) e da Transformação Digital. Presentes na cerimónia estiveram 39 instituições do ensino superior português que agora passam a integrar esta rede internacional.

Portugal foi o nono país a integrar a rede MetaRed, que tem por objetivo, de acordo com o divulgado pela organização, “dar forma a uma rede de responsáveis de TIC das universidades ibero-americanas, públicas e privadas, para partilhar boas práticas, casos de sucesso e concretizar projetos tecnológicos colaborativos”.

A MetaRed surgiu por iniciativa da Fundação Universia, uma entidade privada sem fins lucrativos, ligada a Banco Santander, que promove a educação superior e o emprego inclusivos. Na sequência do IV Encontro Internacional de Reitores Universia – decorrido em 2018 e que reuniu mais de 700 reitores de 26 países para refletiram sobre a Universidade do Século XXI – a MetaRed iniciou a sua atividade com redes de universidades em oito países ibero-americanos.

No seu primeiro ano de trabalho, lê-se na página da MetaRed na internet, a “participaram nas suas diferentes ações mais de 800 pessoas de mais de 350 universidades ibero-americanas, entre encontros nacionais e internacionais, ações e conferências formativas, reuniões de grupos de trabalho, etc.”

Em Portugal, o projeto fica entregue à liderança de Ana Costa Freitas, reitora da Universidade de Évora, que foi por isso a anfitriã do evento do lançamento. Ao aceitar este desafio, a responsável “propôs, desde logo, que fossem integradas não apenas as Universidades públicas, como acontece noutros países, mas também as privadas e os Institutos Politécnicos, alargando ainda a participação a outras entidades públicas em áreas de atuação associadas ao Ensino Superior e às TICs”.

Para o lançamento da MetaRde em Évora foi preparado um dia inteiro de atividades, em que estiveram presentes responsáveis de diversas entidades e do próprio projeto, nomeadamente António Vieira Monteiro, chairman do Santander e presidente do Conselho de Administração da Universia Portugal. Além da apresentação do projeto e dos respetivos grupos de trabalho que o compõem, que são quatro –Análise, indicadores e Governo TI; Tecnologias Educativas; Cibersegurança; Relação com fornecedores –, houve também exposições de temas relevantes, como a colaboração no âmbito da “Transformação digital” e do “Ensino Digital”.

No seu site o projeto MetaRed assume-se como “um exemplo do apoio da Universia à transformação digital universitária” e convida os interessados a descobrir mais acerca deste projeto num vídeo (veja abaixo) de Javier Roglá, o CEO da Universia, e Tomás Jiménez, coordenador global da MetaRed,

A carregar player...
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Centeno, ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo. Fotografia: EPA/STEPHANIE LECOCQ

Peso da despesa com funcionários volta a cair para mínimos em 2020

26/10/2019 ( Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )

Conselho de Ministros aprovou Orçamento do Estado

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República portuguesa. Foto: REUTERS/Benoit Tessier

OE2020: PR avisa que é preciso “ir mais longe” em matérias como a saúde

Outros conteúdos GMG
Mega-projeto internacional na área tecnológica lançado em Évora