Inovação

Técnico Solar Boat sagrou-se vice-campeão do Mundo no Mónaco

Robin Tomaz foi o piloto de serviço no SR 02, o barco solar de corridas do IST que competiu na 6ª edição do Monaco Solar & Energy Boat Challenge. FOTO: D.R. / Técnico Solar Boat
Robin Tomaz foi o piloto de serviço no SR 02, o barco solar de corridas do IST que competiu na 6ª edição do Monaco Solar & Energy Boat Challenge. FOTO: D.R. / Técnico Solar Boat

o barco de corridas movido a energia solar do Instituto Superior Técnico bateu-se com 34 equipas de 14 países e conquistou o 2º lugar do pódio

O barco solar desenvolvido por alunos do Instituto Superior Técnico (IST) tornou-se vice-campeão do Mundo da sua categoria numa prova que terminou no passado dia 6 de julho, no Mónaco. Ao longo de quatro dias, a 6ª edição do Monaco Solar & Energy Boat Challenge foi disputada em quatro provas, duas das quais o SR (São Rafael) 02, a versão mais recente do bólide de corridas movido a energia solar do IST, conseguiu vencer, conquistando nas outras duas um 2º e um 4º lugar.

“Esta foi a nossa melhor classificação de sempre”, disse em comunicado Dinis Rodrigues, líder da equipa do Técnico Solar Boat, que é composta por um grupo de 33 alunos de diversos cursos de engenharia do Instituto Superior Técnico. “Todo o nosso trabalho, todo o nosso suor, todo o nosso esforço e o incrível sacrifício feito este ano foram recompensados”, afirmou.

No Monaco Solar & Energy Boat Challenge deste ano, a equipa do IST pôs a correr um barco inteiramente construído de raiz, o São Rafael 02. “Este é mais leve, mais rápido e mais eficiente. Tem cerca de 6m de comprimento por 2m de boca”, explicou o líder da equipa.

Entre os dias 2 e 6 de julho, o SR o2 bateu-se com 34 equipas, de 14 nacionalidades. E começou logo como pé direito, vencendo a prova de qualificação, ao fazer a volta mais rápida num percurso com 0,5 milhas náuticas. Com esta prestação, o Técnico Solar Boat garantiu o seu apuramento para a Championship Race, prova em que as corridas são feitas num formato de um contra um. Foi aqui que o SR 02, pilotado por Robin Tomaz, acabou por ficar em 2º lugar numa final renhida contra o recém coroado campeão do Mundo, Sunflare Solar Team, da Holanda.

Na prova de endurance, o SR 02 deu 57 voltas ao percurso de meia milha náutica, classificando-se também em 1º lugar. FOTO: D.R. / Tecnico Solar Boat

Na prova de endurance, o SR 02 deu 57 voltas ao percurso de meia milha náutica, classificando-se também em 1º lugar. FOTO: D.R. / Tecnico Solar Boat

Nos quatro dias de prova, o Técnico Solar Boat teve ainda oportunidade de participar noutras competições, como a de endurance, cujo objetivo é testar a autonomia e a eficiência do barco, prova que o SR 02 também venceu. Durante três horas e, de novo, num percurso de meia milha náutica, o desafio era ver quantas voltas os barcos em competição conseguiam dar. O bólide do IST deu 57 voltas, o que lhe valeu o 1º lugar tanto na sua classe (classe A), com 10 voltas de avanço sobre o 2º, como na classificação global. “Um feito inédito”, afirma a equipa em comunicado.

No slalom, em que a agilidade e manobrabilidade do barco são postos à prova num percurso com várias curvas e contracurvas, o Solar Boat alcançou o 4º lugar ficando apenas a uns segundos de distância do top-3.

O SR 02 sagrou-se, assim, vice-campeão do Monaco Solar & Energy Boat Challenge, uma competição que vai já na sua 6ª edição, organizada em parceria com a Federação Internacional de Motonáutica (UIM) e com a Fundação Prince Albert II do Monaco, e que a equipa do IST classifica como “única no mundo”. No seu entender, ela “oferece um vislumbre do futuro em que todos são vencedores: pesquisadores, académicos, estudantes de engenharia e profissionais que trabalham nos sectores de iates e de energia. Todos estão comprometidos em desenvolver e testar alternativas aos combustíveis fósseis para moldar o futuro da propulsão para os barcos do futuro”, afirmaram no mesmo comunicado.

sentimos que a nossa maior responsabilidade é ao mesmo tempo promover as energias renováveis, a sustentabilidade e a mobilidade elétrica”, Dinis Rodrigues, líder da equipa do Técnico Solar Boat

O Técnico Solar Boat é um projeto a que o IST se vem dedicando já há alguns anos, com vista a desenvolver uma embarcação de competição tripulada, movida exclusivamente a energia solar, que diz ser “único na Península Ibérica”, atualmente. Da iniciativa resultou o SR 01, que deu agora lugar versão mais recente, o SR 02. “Um dos objetivos passa por participar em competições internacionais universitárias realizadas na Holanda e Monaco respetivamente, sendo que, sentimos que a nossa maior responsabilidade é ao mesmo tempo promover as energias renováveis, a sustentabilidade e a mobilidade elétrica”, afirma o líder da equipa.

Dinis Rodrigues sublinha que, tendo em conta ter sido este o 3º ano de competição da equipa do Técncio Solar Boat, a coroação como vice-campeões do Mundo foi algo inesperado. Até porque, segundo conta, não houve muito tempo para testes. Já no Mónaco, a equipa diz ter trabalhado “arduamente, dia e noite”, para tornar o SR 02 competitivo e o resultado está à vista. “Termos a oportunidade de representar Portugal e o Instituto Superior Técnico é um orgulho imenso, uma experiência única e voltarmos para casa com este resultado ficará para sempre nas nossas memórias.

A equipa do Técnico Solar Boat é composta por 33 elementos, todos engenheiros dos diversos ramos existentes no IST. No Mónaco, a equipa pousou junto ao seu SR 02, com o líder, Dinis Rodrigues, ao centro (com o braço sobre o joelho). FOTO: D.R. / Técnico Solar Boat

A equipa do Técnico Solar Boat é composta por 33 elementos, todos engenheiros dos diversos ramos existentes no IST. No Mónaco, a equipa pousou junto ao seu SR 02, com o líder, Dinis Rodrigues, ao centro (com o braço sobre o joelho). FOTO: D.R. / Técnico Solar Boat

O título de vice-campeões não faz os 33 elementos da equipa do Técnico Solar Boat baixar os braços. A próxima época está já a ser planeada e a equipa promete “trabalhar ainda mais arduamente” para levar o SR a ser campeão. Não contentes com isso, para 2020 estes engenheiros do IST ainda elevam mais o desafio. “Para o próximo ano queremos apresentar, além de um barco solar, também um barco movido a hidrogénio”, afirma Dinis Rodrigues, no comunicado que divulgou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Altice sobre compra TVI. “Estado perdeu 200 milhões num ano”

Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Altice sobre compra TVI. “Estado perdeu 200 milhões num ano”

Combustíveis

Petróleo sobe em flecha. “Não haverá impacto perturbador nas nossas algibeiras”

Outros conteúdos GMG
Técnico Solar Boat sagrou-se vice-campeão do Mundo no Mónaco