empreendedorismo

Jogo de Sci-fi inovador vence Poliempreende Regional do IPCA

A cerimónia de entrega dos prémios decorreu na Biblioteca José Mariano Gago, no IPCA, e contou com a presença, entre outros, de Adriana Lago de Carvalho, coordenadora do Concurso Poliempreende do IPCA. FOTO: D.R. / IPCA
A cerimónia de entrega dos prémios decorreu na Biblioteca José Mariano Gago, no IPCA, e contou com a presença, entre outros, de Adriana Lago de Carvalho, coordenadora do Concurso Poliempreende do IPCA. FOTO: D.R. / IPCA

Pandemia relegou a realização da final nacional para setembro de 2021, em que se defrontarão todos os finalistas dos diversos Poliemprende Regionais

GameCult, um jogo online de ficção científica, aberto à comunidade e com um modelo de negócio inovador foi o grande vencedor do concurso Poliempreende Regional do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA). A cerimónia de entrega dos prémios decorreu esta terça-feira, na Biblioteca José Mariano Gago, na sede desta instituição.

A vitória confere ao autor do projeto, o recém-licenciado em Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais Reiner Vens, o direito de participar na final nacional da 17ª edição do Poliempreende (cuja realização a pandemia atirou para 2021) e ao valor pecuniário de 2.000 euros – metade dos quais já recebeu –, financiados pelo Santander Universidades, um dos patrocinadores do concurso.

Em reação, Reiner Vens afirmou que a vitória só foi possível graças à “estrutura e mentoria fornecidas pelo Poliempreende, que proporcionou os meios necessários e a oportunidade de refinar e concretizar as [suas] ideias para um negócio que, anteriormente, era apenas um sonho indefinido”.

Reiner Vens, autor do GameCult, depois de receber o 1º prémio do Poliempreende Regional na companhia de Maria José Fernandes, presidente do IPCA. FOTO: D.R. / IPCA

Reiner Vens, autor do GameCult, depois de receber o 1º prémio do Poliempreende Regional na companhia de Maria José Fernandes, presidente do IPCA. FOTO: D.R. / IPCA

Esta fase regional deste concurso de empreendedorismo, que há 17 anos envolve todos os institutos e escolas politécnicas do país, premiou ainda mais dois projetos. O 2º prémio coube ao Safety Car, de Roberto Rocha – também recém-licenciado mas, desta feita, em Gestão de Empresas -, que constitui um inovador sistema anti-roubo de automóveis: quatro câmaras instaladas no interior detetam movimentos ofensivos e alertam o proprietário.

Em 3.º lugar ficou o Smarket, projeto concebido por uma equipa de quatro elementos, todos licenciados em Gestão de Empresas: Mário Campos, João Silva, Serafim Máximo e Tatiana Salgado. Através da fusão entre tecnologia e as rotinas diárias dos cidadãos, esta aplicação pretende otimizar o tempo, a gestão orçamental e o combate ao desperdício alimentar.

Os três premiados foram selecionados de um total de 16 candidaturas apresentadas no IPCA, das quais sete passaram à fase final. As equipas vencedoras receberam um valor pecuniário oferecido pelo parceiro institucional, o Banco Santander, na qualidade de patrocinador oficial do concurso, valor este que poderá ser reforçado se e quando o projeto empresarial for concretizado. Nuno Vieira, em representação do Santander Universidades, felicitou e congratulou os vencedores pela “coragem em participar no Poliempreende e pelo percurso que fizeram até aqui. São, sem dúvida, três projetos vencedores”.

O Poliempreende deste ano está a ser atípico, devido às contingências impostas pela Covid-19 em termos sociais e académicos, facto que foi abordado pela presidente do IPCA durante a cerimónia. “Conscientes da importância da atitude empreendedora, e para levar este projeto a bom porto, tivemos de agir e de nos reinventar. É nossa responsabilidade social e missão despertar nos nossos estudantes um mindset empreendedor com a realização de concursos como o Poliempreende e com atividades externas e extracurriculares alinhadas na nossa estratégia de inovação”, disse Maria José Fernandes.

As restrições de contacto social obrigaram, inclusive, a adiar a final nacional para daqui a um ano. Assim, em setembro de 2021, juntar-se-ão na Madeira os finalistas desta e da próxima edição do Polieemprende, a 18.ª.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Restaurante de praia 
 Maré at Pine Cliffs 
(Maria João Gala /Global Imagens)

Pandemia faz disparar desemprego, mas verão alivia alguns setores

(JOSÉ COELHO/LUSA)

Cadeias de retalho contra desfasamento de horários. Aguardam publicação da lei

Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu. (FREDERICK FLORIN / AFP)

Lagarde: BCE continua a ter opções para apoiar a economia se for necessário

Jogo de Sci-fi inovador vence Poliempreende Regional do IPCA