Empreendedorismo universitário

Candidatos ao Programa Explorer têm até 8 de dezembro

O evento de lançamento da plataforma Santander X, que promove o empreendedorismo universitário, decorreu em outubro e veio juntar-se ao Programa Explorer, cujo prazo de candidatura termina daqui a cerca de duas semanas. FOTO: D.R.
O evento de lançamento da plataforma Santander X, que promove o empreendedorismo universitário, decorreu em outubro e veio juntar-se ao Programa Explorer, cujo prazo de candidatura termina daqui a cerca de duas semanas. FOTO: D.R.

Programa que ajuda a criar negócios próprios é completado pelo Santander X , uma plataforma de empreendedorismo que abrange 40 universidades

– É já no dia 8 de dezembro, às 14h00, que termina o prazo de candidatura ao Programa Explorer 2018, do Centro Internacional Santander Empreendedorismo, que se desenvolve, em paralelo, na Argentina, Espanha e Portugal. Dirigido a jovens com idades entre os 18 e os 31 anos e que tenham ideias inovadoras, o programa dá apoio, formação e assessoria para que os candidatos lancem o seu negócio. E, no final, os três melhores projetos concorrem a um total de 60 mil euros em prémios.

As candidaturas terão de ser apresentadas em formulário eletrónico no site próprio, e os requisitos que cada candidato deve reunir estão definidos na página do Programa Explorer, no site da Universidade de Coimbra. A lista dos candidatos selecionados será divulgada no dia 8 de Janeiro, em Portugal e Espanha (um mês mais tarde, na Argentina), e as atividades de formação e acompanhamento terão início nesse mesmo mês e decorrerão até maio de 2018, nos países da Península Ibérica – entre março e junho de 2018, naquele país da América do Sul.

Além da formação e apoio ao lançamento do seu negócio próprio, os candidatos selecionados (apenas um por cada projeto) viajarão até Silicon Valley, na Califórnia, para conhecer em primeira mão a principal referência internacional em inovação. E, a partir de setembro de 2018, todos os projetos serão avaliados por um júri, tendo os três melhores direito a um prémio pecuniário no valor de 30 mil, 20 mil e 10 mil euros para os 1.º, 2.º e 3.º classificados, respetivamente.

Santander X – Plataforma de empreendedorismo

A promoção do talento e do espírito empreendedor dos jovens é uma constante do compromisso do Banco Santander Totta com a formação superior, que ainda o mês passado criou, conjuntamente com 40 universidades, a “maior plataforma do mundo para o empreendedorismo universitário”. O Santander X, “disponibiliza uma rede de colaboração em que as universidades e os empreendedores de todo o mundo podem colaborar, partilhar ideias e conhecimentos, mas também atrair investimentos”, informa o banco em comunicado.

A plataforma “permitirá ainda às universidades difundir as suas melhores práticas, monitorizando os seus programas de empreendedorismo e medindo o seu impacto”. Os estudantes e os empreendedores terão acesso aos recursos da comunidade num espaço digital, aberto e colaborativo, onde podem contactar outros membros do ecossistema Santander X para desenvolver os seus projetos, encontrar novas oportunidades, colaboradores e mentores, ou solicitar assessoria. Pelas contas do banco, no final deste ano deverão existir cerca de 900 projetos ligados ao Santander X.

A iniciativa foi lançada no passado dia 17 de outubro, na cidade do México, tendo como associadas 40 universidades de sete países (Argentina, Brasil, Chile, Espanha, México, Portugal e Uruguai), mas o objetivo é chegar às 50, dentro dos próximos três meses, e atingir mais de 1.000 instituições. Portugal é um dos sete países-membros fundadores do Santander X, participando com quatro instituições – as universidades do Porto e de Coimbra e os institutos Superior Técnico e Politécnico de Setúbal.

Durante o evento de lançamento, que contou com a presença de reitores de 50 universidades de diversos países e empreendedores mexicanos, a presidente do Banco Santander, Ana Botín, afirmou que “o Santander X aspira a ser o ponto de conexão de todos os empreendedores”, acrescentando: “Será o maior ecossistema global de empreendedorismo universitário. Abrirá as portas ao talento para construir um mundo melhor para todos”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

O ministro das Finanças, Mário Centeno (C), acompanhado pelos secretários de Estado, da Administração e do Emprego Público, Maria de Fátima Fonseca (E), dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes (2-E), do Orçamento, João Leão (2-D), e do Tesouro, Álvaro Novo (D), fala durante conferência de imprensa sobre a proposta do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), realizada no Salão Nobre do Ministério das Finanças, em Lisboa, 16 de outubro de 2018. Na proposta de OE2019, o Governo estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,2% no próximo ano, uma taxa de desemprego de 6,3% e uma redução da dívida pública para 118,5% do PIB. No documento, o executivo mantém a estimativa de défice orçamental de 0,2% do PIB no próximo ano e de 0,7% do PIB este ano. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Conheça as principais medidas do Orçamento do Estado para 2019

O ministro das Finanças, Mário Centeno (C), acompanhado pelos secretários de Estado, dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes (E), do Orçamento, João Leão (2-D), e o Adjunto e das Finanças, Ricardo Mourinho Félix (D), fala durante conferência de imprensa sobre a proposta do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), realizada no Salão Nobre do Ministério das Finanças, em Lisboa, 16 de outubro de 2018. Na proposta de OE2019, o Governo estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,2% no próximo ano, uma taxa de desemprego de 6,3% e uma redução da dívida pública para 118,5% do PIB. No documento, o executivo mantém a estimativa de défice orçamental de 0,2% do PIB no próximo ano e de 0,7% do PIB este ano. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Dos partidos aos sindicatos, passando pelo PR, as reações ao OE 2019

Outros conteúdos GMG
Candidatos ao Programa Explorer têm até 8 de dezembro