Universidades

Chefe máximo da UTAD é o novo n.º 1 do Conselho de Reitores

António Fontainhas Fernandes iniciou em Maio o seu segundo mandato à frente da reitoria da UTAD e assume agora a presidência do Conselho de Reitorias. FOTO: D.R.
António Fontainhas Fernandes iniciou em Maio o seu segundo mandato à frente da reitoria da UTAD e assume agora a presidência do Conselho de Reitorias. FOTO: D.R.

O novo presidente do CRUP foi eleito para o triénio 2017-2020 e já disse que quer um conselho mais ativo na defesa dos interesses das universidades

– António Fontainhas Fernandes, reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), foi eleito presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP), cargo que exercerá até 2020. A decisão foi tomada na reunião plenária deste Conselho de terça-feira, 10 de outubro.

O novo presidente do CRUP definiu como prioridades do mandato que agora inicia “o reforço da atividade institucional e política do CRUP na defesa dos interesses das universidades, a defesa de um papel determinante na elaboração das políticas públicas para o Ensino Superior e a Ciência, bem como o desenvolvimento de uma estratégia coesa e sustentável para a correção do subfinanciamento crónico das universidades”.

São ainda preocupações de Fontainhas Fernandes para este órgão a consolidação das iniciativas de internacionalização do sistema universitário e o fortalecimento da presença das universidades em organismos internacionais. Uma convicção que o reitor põe em prática também na universidade que dirige. Recentemente firmou uma parceria com o Banco Santander Totta que tem como uma das suas vertentes, precisamente, o reforço do grau de internacionalização universitária da UTAD, através da mobilidade de estudantes, docentes e investigadores.

Ainda no que se refere ao Conselho de Reitores, Fontainhas Fernandes afirmou que, nas suas atividades futuras, o CRUP assumirá um “papel ativo, coeso e determinado na preparação do próximo quadro comunitário”, de modo a favorecer “a centralidade das universidades no desenvolvimento das regiões e do país”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Céu cinzento de Londres. Fotografia: D.R.

Portugal fora do corredor turístico britânico. Madeira e Açores entram

Humberto Pedrosa é o acionista do consórcio Gateway.

TAP: Humberto Pedrosa realça a não nacionalização da empresa

Fotografia: Regis Duvignau/Reuters

TAP: Sindicato do Pessoal de Voo espera que acordo proteja postos de trabalho

Chefe máximo da UTAD é o novo n.º 1 do Conselho de Reitores