Campus Santander Universidades

Sete universidades portuguesas na European Innovation Academy

A carregar player...

A European Innovation Academy, maior aceleradora em inovação digital da Europa, terá a primeira edição portuguesa entre 16 de julho e 4 de agosto.

O Instituto Politécnico de Setúbal, o Instituto Politécnico do Porto, o Instituto Superior Técnico, a Universidade de Coimbra, a Universidade do Minho, a Universidade do Porto e a Universidade Europeia foram as primeiras instituições do ensino superior a aceitar o desafio de participar naquele que é já um dos mais reputados programas de empreendedorismo e inovação digital do mundo.

Ao fazer parte da rede Santander Universidades, as sete instituições do ensino superior são igualmente beneficiárias da parceria exclusiva que o Santander Totta estabeleceu com o EIA. Através desta parceria, o Banco irá, por um lado, atribuir 35 bolsas a estudantes de elevado potencial que estejam envolvidos nas três semanas da academia e, por outro lado, promover ativamente a aproximação dos projetos de inovação mais promissores aos seus clientes PME.

O envolvimento do Santander Totta na European Innovation Academy enquadra-se no seu compromisso de responsabilidade social corporativa que, através do Santander Universidades, colabora atualmente com cerca de 50 instituições de ensino superior em Portugal. Em 2016, o Banco investiu 6,8 milhões de euros em atividades relacionadas com responsabilidade corporativa, entre os quais 5,9 milhões diretamente no ensino superior em Portugal.

European Innovation Academy

O objetivo da EIA é simples: criar start ups tecnológicas líderes de mercado. Como? Formando um conjunto de equipas constituídas por pessoas de 63 nacionalidades diferentes que trabalharão num ecossistema internacional e diversificado, constituído por formadores, mentores e empresas de capital de risco. Em apenas 3 semanas, a EIA ambiciona criar cerca de 50 projetos de diferentes domínios do digital, tais como o dos smart devices, big data, internet of things, entre outros.

Em Portugal, a European Innovation Academy vai estabelecer-se no eixo Lisboa-Cascais, tirando partido de um acordo que já estabeleceu com a Câmara Municipal de Cascais e com a Nova SBE para, no futuro, se instalar no novo campus de Carcavelos.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Miguel Gil Mata,  presidente executivo, da Sonae Capital, nos estúdios da TSF.
Foto: Reinaldo Rodrigues/Global Imagens

Sonae reduz portefólio Imobiliário e investe em Energia

Fotografia: DR

Elliott quer EDP nas renováveis. Mas tem forçado vendas nos EUA

. Peruvian Presidency/Handout via REUTERS

Peru, um milagre económico à espera de ser descoberto

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Sete universidades portuguesas na European Innovation Academy