Campus Santander Universidades

Sete universidades portuguesas na European Innovation Academy

A carregar player...

A European Innovation Academy, maior aceleradora em inovação digital da Europa, terá a primeira edição portuguesa entre 16 de julho e 4 de agosto.

O Instituto Politécnico de Setúbal, o Instituto Politécnico do Porto, o Instituto Superior Técnico, a Universidade de Coimbra, a Universidade do Minho, a Universidade do Porto e a Universidade Europeia foram as primeiras instituições do ensino superior a aceitar o desafio de participar naquele que é já um dos mais reputados programas de empreendedorismo e inovação digital do mundo.

Ao fazer parte da rede Santander Universidades, as sete instituições do ensino superior são igualmente beneficiárias da parceria exclusiva que o Santander Totta estabeleceu com o EIA. Através desta parceria, o Banco irá, por um lado, atribuir 35 bolsas a estudantes de elevado potencial que estejam envolvidos nas três semanas da academia e, por outro lado, promover ativamente a aproximação dos projetos de inovação mais promissores aos seus clientes PME.

O envolvimento do Santander Totta na European Innovation Academy enquadra-se no seu compromisso de responsabilidade social corporativa que, através do Santander Universidades, colabora atualmente com cerca de 50 instituições de ensino superior em Portugal. Em 2016, o Banco investiu 6,8 milhões de euros em atividades relacionadas com responsabilidade corporativa, entre os quais 5,9 milhões diretamente no ensino superior em Portugal.

European Innovation Academy

O objetivo da EIA é simples: criar start ups tecnológicas líderes de mercado. Como? Formando um conjunto de equipas constituídas por pessoas de 63 nacionalidades diferentes que trabalharão num ecossistema internacional e diversificado, constituído por formadores, mentores e empresas de capital de risco. Em apenas 3 semanas, a EIA ambiciona criar cerca de 50 projetos de diferentes domínios do digital, tais como o dos smart devices, big data, internet of things, entre outros.

Em Portugal, a European Innovation Academy vai estabelecer-se no eixo Lisboa-Cascais, tirando partido de um acordo que já estabeleceu com a Câmara Municipal de Cascais e com a Nova SBE para, no futuro, se instalar no novo campus de Carcavelos.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
António Mexia, presidente executivo da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Chineses da EDP não abdicam de desblindar estatutos. OPA quase morta

O dia, segunda-feira de Páscoa, prejudicou a concentração dos ex-operários junto à casa-mãe, a Miralago. Fotografia: Tony Dias/Global Imagens

Ex-operários tentam evitar saída de máquinas da Órbita

O secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP), José Abrãao, numa manifestação. Fotografia: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

FESAP. Inspetores do Estado podem ficar 10 anos sem progredir nas carreira

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Sete universidades portuguesas na European Innovation Academy