Parceria

UTAD é nova universidade a beneficiar do mecenato do Santander Totta

FOTO: Global Imagens
FOTO: Global Imagens

Acordo vai permitir à universidade nortenha investir na criação do primeiro campus ecologicamente sustentável do país.

– Um acordo de parceria celebrado esta quarta-feira, 6 de setembro, entre a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e o Banco Santander Totta, vai estender o mecenato universitário deste banco àquela instituição de ensino superior nortenha. Apoio social a estudantes, intercâmbio com universidades estrangeiras, fomento da inovação e incentivos à criação daquele que será o primeiro campus ecológico do país, são algumas das áreas em que as duas entidades vão trabalhar em conjunto.

“O acordo reforça atividades em curso e abre novas oportunidades para a comunidade académica”, resumiu António Fontainhas Fernandes, reitor da UTAD, já depois de concretizada a parceria. A cerimónia de assinatura do convénio decorreu nas instalações da UTAD, em Vila Real, onde estiveram, além do reitor da universidade, os diretores do Santander Totta, Marcos Soares Ribeiro e Cristina Dias Neves.

Concretizando os benefícios que vão resultar para a UTAD desta parceria, Fontainhas Fernandes avançou que a mesma “reforça medidas emblemáticas, como o fundo de apoio social que permite ajudar alunos com dificuldades económicas, bem como o fomento da mobilidade dos estudantes e de atividades de inovação e de empreendedorismo”. Além disso, salientou o responsável, está também previsto o apoio do banco no “fomento de novas iniciativas da comunidade académica” e dá o exemplo da “Eco Universidade para o Futuro”, um projeto que, segundo diz, dá cumprimento a “um dos principais desígnios do plano estratégico para o próximo quadriénio” da UTAD.

António Fontainhas Fernandes, reitor da UTAD, quer promover o emprego, a inovação e criar um campus sustentável com o apoio do Santander Totta. FOTO: utad.pt

António Fontainhas Fernandes, reitor da UTAD, quer promover o emprego, a inovação e criar um campus sustentável com o apoio do Santander Totta. FOTO: utad.pt

A ser cumprido, este projeto dará origem àquele que será o primeiro eco-campus português, isto é, um recinto universitário com a menor pegada de carbono possível. “A UTAD ambiciona a transformação do campus num laboratório experimental vivo e evolutivo” de sustentabilidade ecológica, explicou António Fontainha Fernandes. E isso, segundo o reitor da instituição, “exige soluções inteligentes pensadas à luz do conceito de ‘smart cities’, que respeitem a identidade da universidade e a sua imagem de marca associada ao Jardim Botânico, com formatos inovadores de convívio, de interatividade, de lazer e de desporto, que estimulem estilos de vida saudáveis”.

Além da implementação de uma gestão das infraestruturas universitárias virada para o ambiente, a UTAD quer também, com a ajuda do protocolo assinado com o Santander Totta, incorporar a sustentabilidade na sua atividade. Para isso, vai lançar projetos, estudos e investigação que vão privilegiar esta “estratégia de criação de uma eco-universidade” e vai incluir na sua agenda quotidiana “dinâmicas de natureza desportiva, cultural e tecnológica”, avançou o reitor.

Gerar emprego e inovação

Outra das áreas visadas pela parceria UTAD-Santander Totta diz respeito a iniciativas de aproximação ao mercado de trabalho. Neste âmbito, segundo fontes do banco, o banco irá facultar à UTAD, durante os primeiros três anos de vigência deste acordo, o acesso ao Programa de Bolsas de Estágio Santander Universidades. Isto, “sem prejuízo da criação de outras iniciativas neste domínio”, ressalva o banco.

A promoção do emprego segue a par do fomento da inovação e da transferência tecnológica, também visadas pelo acordo entre as duas instituições. “As novas atribuições das universidades passam pelo reforço da área do empreendedorismo e da inovação, quer em matéria das competências dos estudantes, quer no fomento de dinâmicas que se traduzam na criação do emprego e de empresas pelos estudantes”, explicou o reitor Fontainha Fernandes. “Esta parceria vai permitir apoiar a formação dos estudantes nesta área, mas também gerar dinâmicas de transferência do conhecimento produzido para novos negócios, em articulação com o tecido empresarial”, rematou.

O reforço do grau de internacionalização universitária da UTAD – através da mobilidade de estudantes, docentes e investigadores – e do fundo de apoio social, que permite ajudar alunos com dificuldades económicas, são outras áreas em que se vai refletir o protocolo assinado. Este prevê também a emissão de um Cartão Universitário Inteligente para agilizar os procedimentos da comunidade académica, reduzir custos e aumentar a segurança de pessoas e património da universidade.

“A UTAD é uma universidade de excelência e uma instituição de ensino superior do nosso país com uma crescente reputação a nível nacional e internacional”, disse Marcos Soares Ribeiro, diretor-coordenador do Santander Universidades. “É agora também um parceiro muito importante para o Santander Totta, com quem o banco espera manter uma relação cada vez próxima nos próximos anos”, concluiu.

Após a assinatura do acordo, também a diretora de Relações Institucionais e Projetos Universitários do Santander Totta elogiou a parceria firmada e exaltou o envolvimento do banco com o meio académico. “Este convénio é mais um passo no aprofundamento da nossa excelente relação institucional com as universidades portuguesas – e que muito nos orgulha”, disse Cristina Dias Neves.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A Chanceler alemã, Angela Merkel.  Fotografia: EPA / CARSTEN KOALL

Merkel ganha com pior resultado de sempre, AfD é terceira força política

Lamego foi a autarquia que mais agravou o endividamento. Fotografia:
Maria Jo‹ão Gala / Global Imagens

Passivo das câmaras baixou, mas há 30 que se endividaram mais

Gasóleo deve subir, na próxima semana, enquanto a gasolina deve baixar. Meio cêntimo apenas em ambos os casos

Impostos nos combustíveis valem 7% da receita do Estado

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
UTAD é nova universidade a beneficiar do mecenato do Santander Totta