A importância do primeiro cliente

Saiba como apanhá-lo
Saiba como apanhá-lo

Um negócio vive dos e para os seus consumidores. Por isso, nunca está completamente em marcha até que se realize a primeira venda ou se preste o primeiro serviço. Mas como conseguir captar esse consumidor, a primeira pessoa que vai dar o arranque ao negócio?

Javier Escribano, citado pelo jornal Expansion, recomenda, no seu livro «Vender na Internet», que se procure entre os círculos mais próximos esse primeiro cliente, seja um amigo, ou um familiar. Pode ser uma forma de eficaz de o negócio vir a ser recomendado a outras pessoas. O segundo passo consiste em dar a conhecer a empresa na Web. O mecanismo é semelhante: começar por aqueles que conhecemos melhor, explicitando as bases do negócio.

Escribano recomenda a emissão de vales promocionais para impulsionar a utilização da loja. A técnica é eficaz. Encontra-se um produto ou serviço atractivo que se possa oferecer a um preço muito mais reduzido que o habitual, para captar o cliente. Ele será a melhor carta de apresentação da empresa e um dos melhores meios publicitários junto do seu círculo de amizades das qualidades do produto e dos descontos oferecidos.

O mundo online, abriu uma série de portas a novos empreendedores, que viram na Web o seu principal canal de vendas e marketing. O autor de «Vender na Internet» aconselha ainda o uso de newsletters, blogues e campanhas de e-mailing.

Captar novos clientes

Uma vez lançado o anzol, é hora de conservar a pequena rede comercial entretanto conseguida, aumentando-a paulatinamente. Uma das formas de o fazer é o envio por correio electrónico de newsletters, desde que o putativo cliente tenha dado consentimento para a receber, claro está. Quando o consumidor é regularmente informado de produtos e promoções, sobem as probabilidades de se fazer negócio.

Campanhas de e-mailing

Para uma empresa que está a iniciar a sua actividade, fazer uma campanha através de um suporte físico é muito dispendioso. Assim, a Web assume-se como o veículo preferencial de promoção. Mas há que ter atenção que é contraproducente enviar mails para pessoas que não conhece ou que não autorizaram a utilização do seu endereço. O spam é mal recebido e acaba por dar má imagem às empresas. Começar a montar uma boa e eficiente base de dados é meio caminho andado para uma boa publicitação do negócio.

Blogues

O uso de blogues é outra fórmula que ganha cada vez mais adeptos. Publicar notícias e artigos sobre as novidades e as qualidades dos produtos que estão à venda pode ser decisivo para ajudar o consumidor a decidir-se. Além do mais, fomenta a participação do cliente, através de comentários e sugestões. Aliás, este feed-back pode ser importante para a própria empresa corrigir determinados aspectos menos conseguidos.

Google e redes sociais

Nesta listagem não podia faltar a jóia da coroa. O Google é o motor de busca por excelência, onde acorre a maior parte dos utilizadores da web. É ali que se tem que estar e com o maior destaque possível. Nos últimos tempos, as redes sociais como o Facebook e o Twitter tornaram-se imprescindíveis como fóruns de debate e veículos comerciais. Ter um perfil corporativo nas redes sociais é também um passo em frente para captar mais clientes.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Rui Freire conta com experiência na Microsoft, grupo Havas e Global Media Group. Fotografia: DR

Rui Freire passa da Microsoft para o grupo Omnicom

Centro de Emprego. Fotografia: José Carmo/Global Imagens

Portugal é dos países que mais baixa o desemprego à custa de inativos

Fotografia: REUTERS/ Lucy Nicholson

Estes são os atores mais bem pagos do mundo, segundo a Forbes

Aeroporto de Lisboa

Vai viajar este sábado? Chegue mais cedo ao aeroporto

Fotografia: EPA/DAVE HUNT

Uber perde mais de mil milhões de euros no primeiro semestre

1

Os melhores empregos para pessoas que gostam de viajar pelo mundo

Conteúdo Patrocinado
A importância do primeiro cliente